PT pela direita

25/01/2022 às 00:23.
Atualizado em 26/01/2022 às 00:13

Fica evidente que o PT não está preocupado em ganhar o Executivo nos Estados. Todas as diretrizes serão montadas em torno da eleição do ex-presidente Lula. A forma encontrada é reeditar a estratégia de quando o líder petista se aliou com a direita, através do empresário José Alencar. A própria articulação com Geraldo Alckmin já é um indício. Em Minas, o partido sabe que não tem nome para vencer o pleito e já faz aceno para partidos de centro-direita e de centro. A posição é defendida pelo deputado federal Odair Cunha (MG), que já declarou apoio a Kalil (PSD). Resultado: Entre ideologia e o poder, vale a segunda opção.

Linton Guedes
O vereador Odair Ferreira (SD) deverá dará entrada na reunião de hoje da Câmara de Montes Claros, de projeto em que concede ao empresário Linton Guedes, do Grupo Minas Brasil, o título de Cidadão Benemérito de Montes Claros. Além de ser um empresário que oferece centenas de empregos, Linton tem se destacado principalmente no envolvimento de projetos sociais. O detalhe é que faz questão de que o gesto de atendimento aos necessitados não seja publicizado.
 
Deixando o PTB
Pessoa próxima ao deputado estadual Arlen Santiago informou à coluna que é grande a possibilidade de ele deixar o PTB. Ele teria recebido convite de seis agremiações. O parlamentar, por enquanto, tem evitado se manifestar sobre o assunto. A este respeito a coluna já havia antecipado que o troca-troca de partido seria um ato inevitável.
 
Candidatura de Viana
Leitores têm questionado este jornalista sobre a situação do senador Carlos Viana (MDB), que continua alimentando o projeto de ser candidato ao Governo de Minas. O que posso dizer é que o senador em suas ações políticas tem “colocado o carro na frente dos bois”, ou seja, atropelando o processo. Para se ter ideia, com apenas três anos no cargo, Viana já frequentou PHS, PSD e MDB. Ele deixou o PHS, por acreditar que teria mais espaço no PSD, inclusive com chance de ser o candidato do partido ao governo. Após perceber que a prerrogativa é de Alexandre Kalil, foi buscar abrigo no MDB. O erro do senador foi não ter feito a leitura do quadro e antecipado a mudança de partido. A conversa dentro do ninho emedebista é que a agremiação não pretende lançar candidato ao Governo no Estado e o trabalho será o de fortalecer as chapas na disputa proporcional. Além do mais, vai esperar o alinhamento nacional.
 
Passaporte sanitário
Verdade ou mentira, o certo é que a conversa que rola nos bastidores da política e dentro do setor público de Montes Claros é que a decisão da prefeitura em exigir o chamado passaporte sanitário teve como principal motivo o estoque de vacinas que precisam ser aplicadas antes do vencimento. Citaram que este número estava em torno de 70 mil vacinas.

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por