Fernando Pimentel

Preto no Branco / 07/04/2018 - 07h33

Hoje é último dia para mudança de partido e afastamento de cargo no caso de quem está no Executivo e disputará um cargo no Legislativo. Em Minas Gerais, os holofotes estão voltados para o governador Fernando Pimentel (PT), que pelas últimas mexidas no tabuleiro político deve permanecer no cargo e tentar a reeleição. O projeto político ganhou fôlego novo com o anúncio de que a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), atendendo apelo do ex-presidente Lula, mudou ontem seu domicílio eleitoral para Minas e disputará uma cadeira no Senado. Independentemente das denúncias que pesam contra a caravana petista, incluindo a própria Dilma, não é nenhum segredo afirmar que ela é uma forte candidata ao Senado e que a sua decisão renova conversa de entendimento entre PT/MDB.

Ruim para PC do B
Em uma análise rápida, é possível afirmar que, com o anúncio da candidatura de Dilma Rousseff ao Senado por Minas Gerais, entre os postulantes a uma das duas vagas que terá direito o estado, a mais prejudicada é a deputada federal Jô Morais (PC do B), que disputa o mesmo eleitorado da esquerda com a ex-presidente. Diante de tal fato, não será nenhuma novidade se a parlamentar comunista rever seu projeto político, buscando a reeleição.
 
Presidência da Amams
O prefeito de Januária, Dr. Marcelo (PSB), assume oficialmente nesta segunda-feira a presidência da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams) em substituição ao prefeito de Bonito de Minas, Zé Reis (PHS), que afastou ontem da prefeitura e da entidade para disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa de Minas.
 
Disputa do cargo
Na última terça-feira, dos 16 prefeitos que integram o conselho consultivo da Amams, 13 compareceram para analisar as contas da entidade, como também discutir a dúvida de quem teria o direito de assumir a direção da associação. É que o prefeito de Buritizeiro, Jorjão da Rádio, que assumiu o Executivo no lugar de Anderson Braga, primeiro vice-presidente, falecido no ano passado, entedia que a vaga era do município e neste caso o direito seria seu. Por unanimidade, os conselheiros entenderam que a vaga pertence a quem foi eleito.
 
Novela dos Bombeiros
A coluna mais uma vez sai na frente e traz informação de que o comando-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais voltou atrás. Definiu que no mês de maio vai promover um dos oficiais do quadro (tenente-coronel) ao posto de coronel para que este possa assumir o Comando Operacional no Norte de Minas, em substituição ao coronel Primo Lara, que se aposentou em fevereiro. Como já era esperado, o oficial a ser promovido é de Belo Horizonte.
 
Novela Ruy Muniz
Até o fechamento da coluna, o ex-deputado estadual e ex-prefeito de Montes Claros Ruy Muniz ainda não havia definido por qual partido disputará uma cadeira no Senado. Durante toda tarde de ontem esteve conversando com dirigentes de diversos partidos, mas informou à coluna de que somente neste sábado anunciará oficialmente sua decisão.

Publicidade
Publicidade
Comentários