Fechamento de Hotéis

Preto no Branco / 28/07/2020 - 02h59

Infelizmente, as imposições do decreto da Prefeitura de Montes Claros, que afirma ser guiada por recomendação do Judiciário e do Ministério Público, tem provocado o fechamento de dezenas de comércios no município. A situação mais grave vem enfrentando os hotéis, que desde o início das recomendações vêm trabalhando no vermelho. O resultado é que hotéis, a exemplo do Amsterdam, Monterey e outros já fecharam suas portas, sem previsão de quando voltarão a funcionar.

Eleição presidencial
Tomando como base frase de um amigo juiz, de que ninguém carrega pasta de ex, faço um paralelo a eleição antecipada para Presidente da República, previsto para 2022. Estão colocando na linha de frente candidaturas do ex-juiz e ministro Sérgio Moro e do ex-ministro da Saúde, Henrique Mandetta (DEM). Não precisa ter bola de cristal para afirmar que é muito cedo para tal prognóstico. Estão acreditando que os resultados da pandemia da Covid-19 é que irão dar o tom do pleito eleitoral daqui a dois anos. No caso específico de Moro, este já anuncia como bandeira, o combate a corrupção. A única certeza do pleito eleitoral de 2022 é que o presidente Bolsonaro será o nome a ser batido. Para tanto, esquerda e oposição têm que encontrar um ponto comum, o que no atual momento é uma tarefa difícil.
 
Ricardo Eletro
Montes Claros recebeu com tristeza o fechamento da Loja da Ricardo Eletro na cidade. O ponto na região da Praça Dr. Carlos já está sendo oferecido para aluguel. Vale lembrar que o grupo recentemente foi alvo de denúncia, envolvendo o seu criador, que não mais faz parte da diretoria. A informação que chega à coluna é de que 200 lojas, em todo o país, serão fechadas. Aliás, o desemprego na cidade vem batendo recorde, tendo como principais responsáveis as medidas adotadas pela Prefeitura para o enfrentamento a Covid-19. Pelo visto, a dosagem tem sido amarga.
 
Costa no Dnocs
O deputado federal Fred Costa (Patriota), que foi o responsável pela indicação do novo coordenador estadual do Dnocs em Minas, cuja sede é em Montes Claros, esteve durante a tarde de ontem, reunido com prefeitos da região na sede no órgão, juntamente com o dirigente, Rogério Evangelista.
 
Candidatura fictícia
Temos alertado aos partidos políticos de que este ano a Justiça Eleitoral será mais rígida com quem fraudar candidaturas femininas para cumprir determinação de 30% do sexo oposto na chapa. Na eleição de novembro estará em prática resolução que permite ao juiz derrubar lista inteira de candidatos a vereador, antes mesmo da votação, caso a irregularidade seja constatada. Os partidos terão que apresentar autorização por escrito de todas as candidatas, o que não vinha acontecendo desde que o registro foi informatizado.

Publicidade
Publicidade
Comentários