Eurofarma

Preto no Branco / 24/07/2020 - 01h42

Vários leitores procurando este jornalista para buscar novas informações com relação à construção da Eurofarma em Montes Claros. São várias as informações. Primeiro, a de que a Odebrecht já iniciou as obras de construção da fábrica de medicamentos; segundo, que a seleção para contratação vem acontecendo em ritmo acelerado. Os contratos serão realizados por etapa, na medida das necessidades, e o número deverá chegar a mil trabalhadores. O projeto é para construção de quatro unidades, fazendo com que seja a maior da América Latina. A outra informação é a de que a primeira produção será do antibiótico Benzetacil, que contém penicilina. O restante das unidades serão responsáveis pela produção de medicamentos genéricos.

Fim dos convênios
Prefeitos estão correndo para tentar salvar convênios previstos para seus municípios e que ainda não foram assinados. É que, de acordo com a legislação eleitoral, no dia 4 de agosto, três meses antes da eleição, encerra-se o prazo para assinaturas. A dificuldade maior tem sido o fato de órgãos e estruturas do governo não estarem funcionando normalmente, em decorrência da pandemia da Covid-19.
 
Novo fôlego
Num primeiro momento, os atuais prefeitos que irão para disputa da reeleição entenderam que a Covid-19, aliada ao adiamento das eleições, seria prejudicial ao projeto político. O fato é que os investimentos que estão sendo feitos pelo governo federal e parlamentares, através de emendas destinadas a aplicação em medidas de combate à pandemia, conseguiram dar sobrevida a algumas candidaturas. A derrota estava batendo à porta de quase totalidade dos atuais legisladores e, hoje, o grau de sobrevivência aumentou.
 
Propaganda extemporânea
Talvez, aproveitando a pouca estrutura da Justiça Eleitoral e do Ministério Público Eleitoral para fiscalizar, estamos assistindo, nas redes sociais, uma enxurrada de postagens que podem ser consideradas como propaganda eleitoral antecipada ou extemporânea. Na prática, estão aproveitando orientação da própria Justiça, da possibilidade de utilização do termo pré-candidato, para simplesmente deflagrar o processo. Aliás, entendo que a Lei peca na sua origem. Os interessados em disputar as eleições, desde a decisão, já poderiam, oficialmente, levar as propostas aos eleitores.
 
PSB na majoritária
Pelo andar da carruagem, o PSB, em Montes Claros, deve partir mesmo para a busca de entendimento com outras agremiações, visando a eleição na majoritária. Não é nenhum segredo afirmar que a agremiação terá dificuldade em apresentar chapa completa na proporcional, por ocasião da convenção. O desarranjo no município foi alimentado pela direção estadual, nas figuras do ex-presidente Renê Vilela e do deputado federal Júlio Delgado.

Publicidade
Publicidade
Comentários