Dinheiro sobrando

Preto no Branco / 20/10/2021 - 00h58

Como resultado do efeito da Covid-19 a maioria das prefeituras do país, e o Norte de Minas não foge à regra, estão abarrotadas de dinheiro do Fundeb e sem saber onde poderá ser aplicado. É que nestes quase dois anos de pandemia, as escolas ficaram fechadas funcionando em home office, recebendo normalmente os recursos, sem ter como gastar, e agora estão procurando uma forma de usar o dinheiro em áreas ligadas ao setor de educação de forma a não comprometer o gestor. 

Como gastar Fundeb
Que as prefeituras estão com dinheiro sobrando do Fundeb, sem saber como gastar, é a mais pura realidade. Diante da constatação, integrantes do TCE-MG e do Ministério Público aproveitam o encontro promovido pelo Cimams, em Montes Claros, no próximo dia 22, para orientar os prefeitos de como gastar os recursos sem correrem o risco de serem acusados de improbidade administrativa.
 
Cartórios
A burocracia, dificuldade de atendimento, serviços que hoje são considerados desnecessários, preços fora da realidade, é o retrato dos nossos cartórios, que aproveitam a ganância dos governos para continuar prestando alguns tipos de serviços ultrapassados, como reconhecimento de assinatura, quando o cidadão poderia apresentar documento original, no momento da solicitação de qualquer procedimento. Uma boa notícia é a de que os Cartórios de Notas do Estado passam a reconhecer firma por autenticidade de forma digital, no caso de transferência de veículo e outros documentos ( www.e-notariado.org.br).
 
Ponte João XXIII
Depois de mais de dois anos para ser reformada, e sofrer algumas mudanças, a ponte na Avenida João XXIII, em Montes Claros, continua fechada sem qualquer explicação. Para se ter ideia, a quase um mês a MCTrans ensaia implantar no local o sistema de controle semafórico, e até ontem não havia realizado.
 
Semáforo
E falando em semáforo, entendo ser necessário que a MCTrans encontre uma forma que permita os sistema nas avenidas de escoamento da cidade trabalhar de forma conjunta. A avenida Deputado Esteves Rodrigues é um dos exemplos. Da região das Castanheiras até a prefeitura de Montes Claros, o motorista é obrigado a parar em todos os semáforos. O resultado é o congestionamento, perda de tempo e gasto maior de combustível. Aliás, o problema também é verificado na Avenida Deputado Plínio Ribeiro, região do 10º Batalhão.
 
A dança dos partidos
Tudo caminha para que até o fim do ano as principais candidaturas na disputa majoritária nacional já estejam encaminhadas. A expectativa fica por conta da filiação do presidente Bolsonaro, que disputará a reeleição. A costura mais avançada é o alinhamento com o PP, cuja principal liderança é o presidente da Câmara Federal, Arthur Lira.

 

Publicidade
Publicidade
Comentários