Corona votos

Preto no Branco / 11/08/2020 - 06h39

Certamente você já ouviu o ditado que diz “há males que vêm para o bem”. A frase se aplica ao atual momento político do Norte de Minas. É que antes da pandemia da Covid-19, a maioria dos prefeitos tinha uma avaliação negativa do eleitorado e corria o risco de derrota nas urnas. Hoje, conforme demonstram as pesquisas que estão sendo realizadas na região, a população tem avaliado positivamente as ações dos prefeitos no enfrentamento à pandemia, e nas próprias ações do dia a dia. Com as medidas de isolamento social, houve diminuição nos gastos para manutenção da máquina pública. Somando recursos próprios, de emendas e do governo federal para enfrentar a Covid-19, sobram recursos para investir em obras físicas, principalmente construções e asfaltamento de ruas, o que melhorou a imagem dos gestores. 

Reforma na polícia
Dentro da reforma administrativa, encaminhada pelo governador Zema à Assembleia Legislativa de Minas, as críticas são muitas, principalmente por parte dos profissionais da área de segurança. Na Polícia Militar, uma das queixas se refere à proposta de aumento em mais cinco anos do tempo de serviço, que ao invés de 30 passará a 35 para homens, e de 25 para 30 anos para mulheres. A reconvocação de policiais, após aposentadoria, foi o motivo alegado pela Procuradoria Geral do Estado. Entendeu a procuradoria que, como estes estão aptos a continuar trabalhando, a decisão não trará prejuízos. 

Mudança no PSB 
Até o final deste mês deverá ser publicada a nova comissão provisória do PSB de Montes Claros. O acerto já foi feito entre o presidente estadual, deputado federal Vilson da Fetaemg e lideranças do município. Ficou acertado que o novo dirigente do partido será o ex-vereador Fábio Neves, que mesmo com a articulação, deixou claro que continua engavetado o projeto de disputar as eleições deste ano. 

Visita limitada 
Em decorrência da pandemia da Covid-19, a Prefeitura de Montes Claros limitou a 30 pessoas o número de convidados para receber o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que chega ao município às 15h desta quarta-feira, se deslocando para auditório no Centro Administrativo, próximo ao aeroporto. O ministro vem falar sobre a liberação dos R$ 4 milhões para construção do Centro de Convenção e local para abrigar o Cimams. Vale lembrar que terão prioridade de acesso ao auditório, nesta quarta-feira, deputados, prefeitos e integrantes da imprensa. 

Copasa e Cemig 
Vem crescendo em todo o Estado as queixas contra os serviços prestados pela Copasa e pela Cemig, que desde o início da pandemia da Covid-19 simplesmente dificultaram o atendimento ao público. Resolver pendências junto a estas prestadoras de serviço virou missão impossível. 

Publicidade
Publicidade
Comentários