Cisrun na Justiça

Preto no Branco / 12/01/2021 - 00h59

O juiz Francisco Lacerda Figueiredo, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Montes Claros, determinou ao Cisrun Macro Norte, na sexta-feira (8), publicar imediatamente um novo edital para as eleições da entidade, e determinou que oficial de Justiça faça a intimação ao ex-presidente Silvanei Batista, e se necessário, solicite a presença da polícia. Considerou um desrespeito a determinação da Justiça o fato que desde o dia 31 de dezembro foi determinada a suspensão do edital publicado no dia 24, mas até agora não ocorreu.

Eleição no Cisrun
A última informação que chega à coluna, com relação à novela criada em torno do Cisrun Macro Norte (Samu Regional), é a de que ontem, segunda-feira (11), seria publicado um novo edital convocando para a eleição do consórcio. O prazo dado pela Justiça foi de 20 dias para realização do pleito, o que vale dizer que acontecerá na primeira quinzena de fevereiro.
 
Januária
O prefeito de Januária, Maurício Almeida, iniciou seu mandato fazendo bem o dever de casa. Está renovando somente os contratos estritamente necessários para o bom funcionamento do Executivo. O restante da composição do quadro será por critérios técnicos de acordo com a demanda. Outra medida adotada foi a suspensão das gratificações até que sejam criados critérios uniformes.
 
Automóvel Clube
Não tem como falar da história de Montes Claros sem passar pelo Automóvel Clube. As reuniões mais importantes e que resultaram em benefícios para o município aconteceram naquele espaço. Hoje, aquele espaço agoniza, sabendo que a qualquer momento poderá enterrar toda essa história. Com a pandemia e a impossibilidade do aluguel do espaço, faltam recursos até mesmo para o pagamento do básico - impostos, luz e água. Diante da constatação, e do que representa o Automóvel Clube para a cidade, o próprio Executivo municipal deveria se envolver na busca de solução para manter vivo o local.
 
Decreto Covid
No último decreto de enfrentamento à pandemia da Covid-19 publicado pela Prefeitura de Montes Claros, e que continua valendo, foi determinado que os barzinhos e restaurantes só poderão permitir quatro pessoas por mesa durante o funcionamento. Tal medida vem trazendo certo desconforto para casais que têm mais de dois filhos. Estes não têm como levar a família para um almoço ou jantar.
 
Diminuição de partidos
O retrato das eleições municipais de 2020 mostra que o fim da coligação proporcional obriga os pretendentes a eleição a se aglutinar em partidos viáveis. Na maioria são nomes que não correriam risco em partidos menores. Temos como exemplo, agremiações pequenas como Rede, PMB, Novo, PCB, PCO, PSTU e UP que lançaram 8.188 candidatos a vereador, conseguindo eleger apenas 221.

Publicidade
Publicidade
Comentários