Canal para denúncias

Preto no Branco / 13/11/2021 - 07h43

A assessoria da Prefeitura de Montes Claros encaminhou nota a este jornalista afirmando ter lido comentário em que criticamos o atendimento da Copasa à população. Como resposta explica que a Agência Municipal de Águas, Saneamento e Energia de Montes Claros (Amasbe) colocou à disposição da população canal para realizar denúncias de vazamentos de água ou esgoto que perduram por dias, valas abertas após reparo, dentre outros, através do WhatsApp 2211-3066.

Uso e ocupação do solo
Em Montes Claros existe uma lei que proíbe a implantação de posto de gasolina em um raio de 200 metros de um estabelecimento de ensino. Nesta semana, foi inaugurado, na região da Morada do Parque, o novo prédio da Escola Adventista, e fica ao lado de um posto de gasolina. A este respeito, a assessoria da prefeitura explicou que quando da análise da autorização para construção é levado em consideração a implantação do posto em relação às escolas e não o contrário.
 
Lei ultrapassada
Sobre a lei votada em Montes Claros que define distância para implantação de um posto de gasolina em relação a um estabelecimento comercial, o vice-prefeito e atual secretário de Serviços Urbano, Guilherme Guimarães, comentou que a lei foi aprovada dentro de outro contexto e que nos dias de hoje não se aplica. Ele falou da necessidade de sua revogação, utilizando como argumento o fato de que, com as exigências de segurança, incluindo a qualidade e o material dos tanques, acidentes em postos de gasolina são raros.
 
Obstrução dos canais
Recebemos e comentamos sugestão de leitor que sugeriu à prefeitura a limpeza do córrego da avenida Vicente Guimarães antes da colocação de grades de proteção. A prefeitura argumentou que, com as chuvas, não seria possível e que parte do material já desceu. A este respeito, o leitor Eliseu Cerqueira comentou que grande parte do material está depositado na avenida José Corrêa Machado e conseguiu gerar um problema ainda maior. Segundo ele, as encostas estão caindo porque o canal está obstruído.
 
Rodando em círculo
Temos percebido que vários dos pré-candidatos às eleições do próximo ano, talvez pela falta de experiência em campanha ampla, saíram do estágio início mas não têm conseguido consolidar apoios, porque estão “andando em círculo”. O mais provável é que estejam trabalhando em cima de segmentos ou grupos fora do seu contexto. O que em política constitui em perda de tempo.
 
Reforma eleitoral
Tanto os partidos políticos como os candidatos de primeira viagem ainda não conseguiram interpretar pontos importantes das mudanças eleitorais. A este respeito, na próxima coluna esclareceremos alguns deles.

Publicidade
Publicidade
Comentários