Abuso da Copasa

Preto no Branco / 10/11/2021 - 00h59

Não consigo entender a omissão da Prefeitura de Montes Claros com relação aos desmandos e pouco-caso da Copasa nas questões do município. Depois que conseguiu renovar o contrato por 30 anos, com o aval do Ministério Público, a empresa tem prestado atendimento à população de acordo com sua conveniência. O simples reparo de um cano quebrado em ruas da cidade precisa ir parar na mídia para sensibilizar a empresa. No escritório da Copasa, para conseguir ser atendido, é preciso fazer promessas. Por se tratar de uma concessão pública, tem que ser levado em consideração o interesse da população. A promessa de investimento de R$ 700 milhões não é motivo para nos tornarmos reféns da companhia. Aliás, mesmo não sendo operador do direito, sou de opinião que o contrato atropelou pontos da lei.

Praça da Matriz
Mesmo não tendo conhecimento na área de engenharia, de urbanismo ou coisa parecida, não consigo entender tanta demora da Prefeitura de Montes Claros numa simples reforma de uma praça. Desde julho de 2020 o Executivo anunciou a reforma da Praça da Matriz, inclusive com postagem de vídeo, onde aparece o deputado Carlos Pimenta (PDT) afirmando ser o autor da emenda que destina recursos para a obra. Já estamos no fim de 2021 e o local, tido como cartão-postal do município, continua cercado por tapumes.
 
Desobstrução dos canais
Um leitor que pediu para que seu nome não fosse declinado sugeriu que a Prefeitura de Montes Claros fizesse a limpeza do canal da avenida Vicente Guimarães, antes da colocação de todas as grades de proteção e antes das chuvas restantes. A este respeito, o vice-prefeito e secretário de Serviços Urbanos, Guilherme Guimarães, comentou que o objetivo era esse, mas, com o início das chuvas, não é recomendável colocar máquinas e pessoas dentro do canal. A chuva vem de repente e enche a calha. Frisou que era só material fino e grande parte já foi arrastado.
 
5G em MOC
Por diversas vezes a coluna externou neste espaço uma preocupação com a lei aprovada na Câmara, proposta pelo então secretário de Meio Ambiente Paulo Ribeiro, que proíbe a instalação de antenas de internet na área urbana de Montes Claros. A proibição impede a implantação do sistema 5G na cidade. A boa notícia é que a prefeitura encaminhou à Câmara projeto em que revoga a referida lei e permite a implantação do novo sistema no município. O 5G será uma revolução em todas as áreas.
 
Cuidado com Fundeb
Estamos assistindo aos prefeitos da região, em ato de desespero, realizar de forma urgente licitação para a utilização dos recursos do Fundeb, uma vez que o prazo se encerra no final de dezembro. O risco é que seja tomada uma decisão fora do que permite a lei. É fato que o dinheiro está sobrando nas prefeituras, mas...

Publicidade
Publicidade
Comentários