A Covid e a cortina

Preto no Branco / 07/01/2022 - 00h57

A exemplo da maioria da população brasileira, sou totalmente a favor da exigência de medidas sanitárias que preservem a saúde da população, principalmente neste momento da pandemia da Covid-19. Entretanto, sou contrário à exploração política do problema. Hoje é possível dizer que o terrorismo montado em torno do assunto tem causado mais problema à saúde da população do que mesmo o vírus. Aliás, tal atitude também tem servido para esconder a crise que vive a saúde no país.

Pano de fundo
Reconhecer os avanços do município em vários setores é um gesto de grandeza por parte da população como um todo. Entretanto, não podemos permitir que em Montes Claros a Covid-19 sirva como pano de fundo para esconder os graves problemas que vêm acontecendo na saúde. A este respeito, a própria secretaria do setor tem desviado a atenção da mídia, que não percebe que a pandemia foi a forma encontrada para esconder a gravidade do problema. Como a saúde é municipalizada, a falta de médicos e leitos nos hospitais que atendem o paciente SUS é de responsabilidade do Poder Executivo. Não podemos considerar como fato natural o estrangulamento do sistema, tanto nas portas dos hospitais como nas UBS.
 
Covid/cirurgias
Não precisa ser profissional do setor, ou encomendar levantamentos, para afirmar que hoje estão morrendo mais pessoas por falta de atendimento médico do que mesmo pela pandemia da Covid-19. O número de pessoas na fila da saúde, algumas em situação grave, esperando autorização para serem submetidas a cirurgia, é de dobrar a esquina. O mais triste é que ninguém “coloca o dedo na ferida”.
 
Passagem de comando
A coluna recebeu vários pedidos de informação com relação às mudanças que acontecerão na estrutura da Polícia Militar no Norte de Minas. Como vários comandantes estão entrando para a reserva, inclusive o coronel Wanderlúcio Ferraz, responsável pela 11ª RPM, a informação que obtivemos é de que a previsão é a primeira quinzena de fevereiro. Tanto a passagem de comando na RPM como das unidades que os comandantes serão substituídos. Assim que for definida a data divulgaremos neste espaço.
 
Avanço da esquerda
O fortalecimento e a conservação da democracia só são possíveis se houver o equilíbrio de forças. Não é bom para o processo que o poder se concentre nas mão da esquerda ou da direita. A este respeito, leitor que pediu para que seu nome fosse omitido, questionou as razões do crescimento da esquerda. Como resposta comentei que se deve principalmente à carência intelectual no país. Tal resposta serve também para justificar o avanço da direita. O problema é que a maioria do nosso eleitorado segue orientações sem questionar seus benefícios e malefícios. A capacidade intelectual do gestor é o que menos interessa.

Publicidade
Publicidade
Comentários