Semana Santa

Magnus Medeiros / 23/03/2018 - 18h03

A Semana Santa dever ser tempo de recolhimento, interiorização e abertura do coração e da mente para o Deus da vida. Significa fazer uma parada para reflexão e reconstrução da espiritualidade, essencial para o equilíbrio emocional e a segurança no caminho natural da história de vida com mais objetividade e firmeza. As dificuldades encontradas não são fracasso nem caminho sem saída; elas nos levam a firmar a esperança na luta por uma vida sem obstáculos intransponíveis. Foi o que aconteceu com Cristo, no trajeto da Paixão, culminando com sua morte na cruz. Em todo o caminho, Ele passou por diversos atos de humilhação. A estrada da cruz foi uma perfeita revelação da identidade de Jesus. Ele teve de enfrentar os atos de infidelidade e rebeldia do povo que estava sendo infiel ao projeto de Deus, inclusive sendo crucificado entre malfeitores. Jesus partilha da mesma sorte e dos mesmos sofrimentos dos assassinos e ladrões de sua época. Na Semana Santa, devemos associar ao sofrimento de Cristo o mesmo que acontece com tantas famílias e pessoas violentadas em nosso tempo. Podemos dizer da violência armada, dos trágicos acidentes de trânsito, das doenças que causam morte, do surto de dengue, dos vícios que ceifam muita gente etc. 

Reflexão
“À medida que aumenta o poderio de uma sociedade, assim esta dá menos importância às faltas dos seus membros, porque já lhes não parecem perigosas nem subversivas; o malfeitor já não está reduzido ao estado de guerra, não pode nele cevar-se a cólera geral; mais ainda: defendem-no contra essa cólera (Nietzsche)

Etiqueta
Numa refeição decente, o guardanapo de papel lixando os lábios irrita. É natural que em um boteco onde o PF custa R$ 1,99 tenhamos que nos contentar com aqueles pedacinhos de papel. Mas em restaurantes de preços salgados e requintadas, festas em salões não dá para entender essa economia. Guardanapos de pano têm custo, claro! Mas nossos lábios agradeceriam se pudessem nos livrar daquela fricção. De leve.

Aprendendo
Motoristas irresponsáveis? Existem para dar, vender e emprestar. Além de desrespeitar o limite de velocidade, estacionam como lhes dá na cabeça. Diante das escolas, vêem-se carros em filas duplas e triplas. A meninada chama os condutores de “sem noção”. Ao escrever a duplinha, pintou a dúvida. Com hífen? Sem hífen? Sem-noção joga no time de sem-terra, sem-teto, sem-emprego. Eles são sem-sem: sem plural e sem feminino ou masculino, o sem-noção, a sem-noção, os sem-noção, as sem-noção; o sem-terra, os sem-terra, a sem-terra, as sem-terra; o sem-teto, a sem-teto, as sem-teto. E por aí vai...

FIGURAS E FATOS

Bons tempos
Em tempos de antanho, na Sexta-Feira Santa os bares da cidade permaneciam de portas fechadas. O respeito era o máximo, não se permitia brincadeiras e a alegria só poderia explodir no Sábado de Aleluia, com a queima do Judas e movimentado baile. Nos rádios, só se ouvia música sacra ou clássica. Mas havia alegria do domingo em volta daquela enorme mesa, onde ainda hoje nos sentamos no lugar antigamente ocupado por nosso saudoso pai. Ninguém se importava muito com o chocolate, aguardando a nossa extremada mãe trazer o pudim de leite condensado com calda de ameixa ou o manjar branco de coco, feitos com muito carinho e amor para a sua família. Um domingo verdadeiramente de Páscoa. A saudável comida e o encontro de todos é o que tinha valor e conteúdo. Que saudades!
 
Nova diretoria
A Cooperativa de Trabalho dos Médicos e Profissionais da Área de Saúde do Norte de Minas elegeu, no dia 7 deste mês de março, sua nova diretoria para o triênio 2018-2021, composta pelos respeitados médicos: . Tadeu Lages (diretor presidente), Herbert Rogério Bento dos Santos (diretor financeiro) e Paulo Henrique Pimenta de Carvalho (diretor administrativo).
 
Calendário de maio 2018
Esta será a única vez que você verá este fenômeno em sua vida. O mês de maio terá 5 sextas-feiras, 5 sábados e 5 domingos. Isto acontece somente uma vez a cada 823 anos. Os chineses chamam isto de “bolso cheio de dinheiro”. Será?
 
Formatura em engenharia civil
A inteligente Emmanuelle Pereira Antunes, filha do casal deputado Tereza Christina-Gil Pereira, é uma das formandas 2018 em engenharia civil pela Escola de Minas (Ouro Preto). A cerimônia de colação de grau será no próximo dia 13 de abril na Estrutura Palácio de Cristal daquela famosa e histórica cidade. Gratos pelo convite.

Dicas sobre peixes
Estamos em plena Semana Santa, ocasião em que o consumo de peixes aumenta. Todo cuidado é pouco! Aqui vão algumas importantes dicas: verifique de cara se o peixe está brilhante; as guelras ou brânquias devem estar bem vermelhas e com os poros abertos; os olhos precisam estar brilhando e para fora; o cheiro deve ser suave; observe a textura e a uniformidade da carne; aperte a barriga para verificar se ela está firme; se alguma parte estiver mais flácida, o peixe pode ter sido machucado; ao optar por filés, evite os que estiverem pegajosos e grudados uns aos outros – isto mostra que eles não estão tão frescos ou já foram congelados; para escolher um bom bacalhau, verifique a espessura do lombo e sua cor, que deve estar branquinha.
 
Pensamento final
“A vida não é medida pela quantidade de vezes que respiramos, mas pelos momentos que nos tiram a respiração”.

 

Publicidade
Publicidade
Comentários