Sem luz!

JJ em Dose Dupla / 06/04/2018 - 01h44

Iluminação parece ser um eterno problema na atual administração municipal. Na ecopista do parque Milton Prates, 10 lâmpadas estão queimadas. Já na praça Dr. Carlos, terça-feira à noite, as lâmpadas novas colocadas apagavam e acendiam como pisca-pisca. Em tempo: na ecopista do parque está diminuindo o número de praticantes do cooper. É o medo do vandalismo.

Mudanças no PPS
As mudanças no PPS em nível nacional, com a troca de nome da agremiação para agregar as mais diversas tendências políticas, devem refletir na administração de Souto. Se os tucanos realmente se juntarem ao PPS, que poderá perder sua característica de partido de esquerda, o grupo político ligado ao ex-prefeito Jairo Ataíde em MOC poderá vir a participar da administração de Souto. Mas a grande reclamação dos membros da agremiação que ficou conhecida como família PPS no período antes da eleição é a reivindicação por cargos para os que apoiaram e ficaram a ver navios. A militância do PPS de Souto barulha e quer também mudanças na comunicação.
 
Desafogou
A confirmação do deputado Gil Pereira para a disputa de mais uma reeleição à Assembleia de Minas desafogou a disputa para a Câmara federal. Em contrapartida, o jogo para estadual esquentou. Olha só o time que disputará a eleição: Carlos Pimenta, Gil Pereira e Arlen Santiago (reeleição), Ariadna Muniz, Zé Reis da Amams, e Oliveira Lega do PPS, Jairo Ataide, Atos Avelino, Luiz Henrique Santiago, Wilton Dias e Leninha. A guerra para combater os candidatos paraquedistas terá que ser séria, para o Norte não ficar prejudicado.
 
Gordinho Tavares
Em boa hora e já era tempo de Guedes contemplar o Gordinho Tavares. O colunista social Maicon Tavares, que já perdeu vários quilos espantando o fantasma da hipertensão, recuperadíssimo, assumirá uma assessoria de imprensa no Samu. Promete!
 
Ruy Muniz
A ida do ex-prefeito de MOC Ruy Muniz para o PMB é o assunto em todas as rodas políticas, pois Muniz conseguiu conquistar lideranças de peso para o seu grande projeto político rumo ao Senado. Outra novidade será a desistência de dois pretensos candidatos ao Senado, que devem favorecer Muniz. Nunca o ex-prefeito se empolgou tanto como agora. E de quebra deve ter o apoio, inclusive, de ex-adversários da política, que se declararam impressionados com sua coragem, mas de olho na brecha que se abriria na sucessão municipal 2020 com a sua vitória para o Senado. 

Publicidade
Publicidade
Comentários