“Et si tu n’existais pas”

Frida e Pagu / 11/08/2020 - 00h01

Vivi o maior amor do mundo, a paixão mais ingovernável de todas, mas reverencio o amor contado nessa música que toca a todos quando toca, nas suas milhões de visualizações, na voz do cantor franco-americano Joe Dassin. Este hino de 1975 foi composta por Claude Lemesle, Pasquale Losito, Pierre Delanoë, Toto Cutugno e Vito Pallavicini. Ouvi e me apaixonei de imediato pela voz, letra e melodia que embalaram meus sonhos mais sinceros, numa fita cassete, da quelas que engasgavam o gravador. 

Quando fui me casar na catedral, em 15 de dezembro de 1977, apaixonadíssima, pois quase tudo que fiz foi com paixão, quis que Magnus Medeiros a cantasse para mim. Ele, no entanto, optou pelo seu repertório sacro e ficou me devendo essa em sua bela voz. Foi um show, mas ficou a lacuna. Então, sempre que posso, ouço a canção, imaginando como seria sair da nave tendo-a como trilha.

Tradução da Lyrics Vídeo: Se você não existisse/ me diga, por que eu existiria?/ Para vagar num mundo sem você?/ Sem esperança e sem lamentos?/ Se você não existisse/ eu teria que inventar o amor/ como um pintor que vê sob seus dedos/ nascerem as cores de um dia/ e que não voltam mais./ Se você não existisse/ Diga-me... por quem eu existiria?/ Estranhas adormecidas em meus braços,/ que eu não amaria jamais/ Se você não existisse,/ eu seria apenas um ponto amais/ neste mundo que vem e que vai/ eu me sentiria perdido/ eu precisaria de você/ Se você não existisse/ eu poderia fingir ser eu/ mas eu não seria verdadeiro/ E se você não existisse/ eu creio que teria encontrado/ o segredo da vida... o porquê/ simplesmente para criar você/ e para olhar para você//.

A eterna “Et si tu n’existais pas” voltou forte, há alguns dias, num vídeo pelo WhatsApp com imagens de flores cor de rosa choque e outras paisagens de cinema, tendo-a como trilha sonora, o que resultou em agrado geral. Que bênção ouvi-la, que mágica, que permanente impacto! Quem não a conhece, especialmente os mais românticos, não deixem de buscá-la, porque é enlevo para a alma e o espírito, tão desgastados pelas más notícias pandêmicas, e que por isso mesmo precisam de algo para se deleitar. Encantem-se, como eu vivi me encantando com essa preciosidade.

Publicidade
Publicidade
Comentários