Mentalidade empreendedora

Espaço do Empreendedor / 12/08/2020 - 00h10

A pandemia do novo coronavírus causou mudanças profundas em todas as esferas – política, econômica, social e, principalmente, no mundo dos negócios. As formas de consumo de bens e serviços mudaram e as empresas precisaram se reinventar. Algumas estão sobrevivendo com dificuldades e outras fecharam as portas. Com tantas incertezas, está cada vez mais difícil planejar a longo prazo. A expectativa é de que tudo vai passar, mas a dúvida é como o mundo ficará depois de tudo isso.

Esses momentos críticos abrem espaço para os empreendedores, que são pessoas capazes de enxergar oportunidades onde outras pessoas veem somente dificuldades. Autora do livro “Mindset: The New Psychology of Success”, a psicóloga Carol Dweck destaca a importância de uma mentalidade empreendedora, ou seja, voltada para o crescimento, ao discutir o poder que as visões de mundo têm sobre a vida pessoal e profissional. A forma como enxergamos nossas capacidades tem influência direta em nossos resultados. Esse estilo de pensar vai nos dar motivos para continuar ou desistir. 

Mindset é uma palavra inglesa que significa mentalidade (atitude mental ou, ainda, modelos mentais) e reflete a maneira como uma pessoa constrói o seu modo de pensar sobre as mais diversas situações. A autora especifica dois modelos de pensamento. O primeiro deles é o modelo mental fixo, que faz com que a pessoa encontre dificuldades em situações complexas, não consiga encontrar uma saída e geralmente culpe alguém ou algo por determinada situação. As pessoas de modelo mental fixo acham que o fracasso é o fim, que não é possível mais persistir. 

Já as que apresentam modelo mental de crescimento encaram os desafios como oportunidades, seja de negócio ou de aprendizado. Há uma frase que ilustra esse modelo de pensamento: “Na crise, enquanto muito empresários choram, outros vendem lenço”. Aqueles que apresentam modelo mental de crescimento se colocam como centro das situações e não buscam desculpas ou culpados, ao contrário, procuram soluções para os problemas, sejam quais forem. Por isso, o modelo mental de crescimento é considerado parte de uma mentalidade empreendedora. 

O momento que vivemos contextualiza bem o que descrevo neste artigo. Muitos empreendedores estão usando a criatividade e buscando maneiras para até mesmo melhorar os seus negócios. O empreendedor que cultiva uma mentalidade de crescimento enxerga e reconhece os problemas, mas não desiste. É perseverante e foca em soluções. 

Publicidade
Publicidade
Comentários