Analista Sebrae Minas Gestão profissional

Espaço do Empreendedor / 03/06/2020 - 00h01

A crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus evidenciou muitos erros que, até então, grande parte dos empreendedores preferia manter “debaixo do tapete”. O momento histórico que estamos vivendo trará grandes aprendizados e novos hábitos já estão sendo incorporados à rotina. Quem não comprava pela internet está se adaptando a esta nova forma de consumo; empresas que não usavam o home office estão percebendo que os funcionários continuam a ser produtivos mesmo em casa; e aglomerações serão cada vez mais evitadas. 

Não há dúvida que os efeitos do coronavírus serão duradouros e nossa capacidade de adaptação será testada. O empreendedor, por sua vez, precisará se reinventar. Não há mais espaço para amadorismo na gestão dos negócios e uma grande oportunidade para crescer está dada. Diante desse cenário, preparei cinco dicas que podem contribuir para organizar a gestão e voltar a crescer no pós-pandemia:

- Organização financeira: toda empresa é fundamentada em números e você precisa conhecê-los para tomar as melhores decisões e manter um bom controle financeiro (contas a pagar e a receber, estoques e fluxo de caixa).

- Análise por meio de indicadores (KPIs): organizar os números é o primeiro passo. A partir daí, é preciso saber como analisá-los. Para isso, é preciso antes identificar quais os principais indicadores para o seu negócio (margem de contribuição, ticket médio, índice de satisfação dos clientes).

- Presença digital: seu negócio precisa ser omnichannel, ou seja, atender por diversos canais. Você precisa estar onde o seu cliente está, seja no Google, YouTube, redes sociais, sites ou aplicativos. Além disso, é preciso gerar conteúdo – ou seja, não adianta apenas ter presença, é fundamental se relacionar com o cliente.

- Estabelecer parcerias: o momento atual fortaleceu a necessidade de estabelecer parcerias, estabelecer negociações e buscar cada vez mais ajuda profissional para fazer crescer o seu negócio. É fundamental entender que ninguém faz nada sozinho e manter uma relação ganha-ganha com todos os que se relacionam com sua empresa.

- Capacidade de inovação: normalmente, os inovadores se destacam nas crises. Aqueles que se movimentam e buscam se adaptar nem sempre irão acertar, porém, é preciso testar e validar com o cliente as alternativas identificadas. Olhe para o seu cliente e tente perceber como é possível ajudá-lo a suprir suas necessidades, mesmo que para isso você tenha que mudar seu modelo de negócio.

 

Publicidade
Publicidade
Comentários