Qual lado você escolhe: problema ou solução?

Editorial / 25/11/2020 - 00h24

Diante de qualquer questão na vida, dizem os mestres e sábios, não importa exatamente o que fazem conosco, e sim como nós reagimos ao que fazem. Longe de conformismo, isso tem a ver com um modo de viver, colocando tudo sob perspectivas, relativizando os fatos. Isso ajuda a aceitar o que a realidade apresenta com mais naturalidade e leveza, criando mais condições de perceber a solução, em vez de ficar alimentando o problema ou de dar vazão a sentimentos como raiva e rejeição, que tiram o ser humano do prumo e só pioram tudo. 

Quando o desafio da humanidade neste momento é enfrentar uma doença altamente transmissível e cuja letalidade tem variáveis como estado geral dos infectados, condições de higiene, acesso à saúde e tratamento, como a Covid-19, difícil não considerar que o comportamento humano tanto pode ser parte do problema quanto da solução.

Ainda não há vacina. Por ora, sobram discussões políticas, fake news, possibilidade de judicialização da imunização em massa, debates sobre propriedade intelectual das pesquisas em curso. Além de negacionismo, desconfiança, intolerância, ignorância, perda de tempo e o individualismo se sobrepondo à necessidade coletiva.

Enquanto não há vacina confiável ou tratamento eficaz contra o novo coronavírus, o uso de máscara é até aqui o mais apregoado “mecanismo” de defesa contra um mal que já ceifou milhões de vidas mundo adentro. Muito mais do que gostaríamos de enterrar. Bem mais do que somos capazes de suportar.

Tem-se hoje fácil acesso à informação e, com facilidade, vê-se o cenário no Brasil e fora. E a todo instante vozes competentes, como a dos médicos que estão na linha de combate à Covid em hospitais, fazem apelos para proteção maior de todos com o simples uso da máscara, mantendo o distanciamento e evitando aglomerações. 

Quem ignora, por qualquer motivo, tem cooperado para uma solução ou minimização dos já tão dolorosos efeitos colaterais da pandemia ou é parte do problema?

 

Publicidade
Publicidade
Comentários