Política nossa de cada dia

Editorial / 12/09/2020 - 00h01

Sextou. E pelo Brasil afora a política ganha força com a realização de incontáveis convenções partidárias, quando se dará o início das definições das candidaturas municipais. Mais do que decidir quem fará dupla com quem ou, ainda, quem será o candidato a vereador, as convenções são o pontapé inicial para a definição do futuro do país. Delas vão sair os prefeitos dos 5.563 municípios brasileiros, onde vivem de fato os brasileiros.

Por isso, é importante que a população se atente para o que acontece nestas reuniões, já que, ao contrário do que se pensa, é a política que define a vida das pessoas, porque é ela a ferramenta que transforma a vida, é ela que promove a qualidade de vida. É essa política do dia a dia, que acontece dentro das Câmaras Municipais, dentro das prefeituras. É ali onde as decisões que impactam imediatamente o cotidiano das cidades são tomadas. 

Se atentar para as convenções dos municípios é uma obrigação de cidadão, daqueles que querem uma vida melhor, uma cidade melhor, um país mais justo. Acompanhar o jogo de xadrez que começa a ser jogado a partir de agora, acompanhando o movimento das peças, é verdadeiramente a forma mais eficaz de entender que caminhos estão traçados para o futuro de onde se vive e, portanto, para o seu próprio futuro.

Sendo assim, os próximos dias, em que as peças vão correr pelo tabuleiro em busca de construir a via que levará ao xeque-mate, é tempo de conhecer aqueles que poderão passar a conduzir o fio que levará a cidade a um futuro melhor, a um futuro pior ou a um futuro de estagnação, onde nada muda. 

Que o sextou dessa vez, seja, portanto, mais do que sinônimo de um final de semana de descanso e baladinhas, seja sinônimo de fiscalização. Se cada um decidir ser um fiscal eficiente da política nossa de cada dia, certamente os nossos municípios avançarão muitas casas em direção a um futuro promissor. Ser fiscal das ações políticas, desenvolvidas em sua cidade, é cuidar do próprio futuro.

É tempo de conhecer aqueles que poderão passar a conduzir o fio que levará a cidade a um futuro melhor, a um futuro pior ou a um futuro de estagnação

 

Publicidade
Publicidade
Comentários