Novas realidades

Editorial / 07/08/2020 - 00h46

O que mais temos ouvido e experimentado nos últimos meses, desde o início da pandemia pelo novo coronavírus, é que o mundo não será mais o mesmo e que teremos que nos adequar a uma nova realidade. E isso vamos percebendo no dia a dia, em pequenas ou grandes situações e atitudes. Algumas para o bem, outras, nem tanto.

Os estragos financeiros que a sociedade vem enfrentando, de uma certa forma, geram outros tipos de ganho. O mais recente é a decisão do governo de Minas junto à Cemig de cancelar o reajuste anual da tarifa de energia elétrica. A alta estava prevista em 4,27%, para vigorar a partir de maio. Mas, tendo em vista os impactos da pandemia na economia e na vida financeira dos mineiros, a decisão foi por não repassar mais este custo.

Por outro lado, o temor de ser infectada pelo coronavírus afastou mulheres que amamentam da importante prática da doação de leite materno. Em Montes Claros, o único banco de leite – no Hospital Aroldo Tourinho – registrou uma queda de 60% no estoque. Redução preocupante porque o produto é o alimento essencial para os recém-nascidos, principalmente aqueles que precisam ficar em UTI neonatal e a mãe não tem leite suficiente, ou por outros motivos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a amamentação é a fonte de alimento que fornece os nutrientes necessários para a sobrevivência e o desenvolvimento dos recém-nascidos. Nos primeiros seis meses de vida, o leite materno deve ser exclusivo para os bebês, sem a complementação de nenhum outro alimento.

Pesquisa do Ministério da Saúde mostra que menos da metade das crianças brasileiras menores de seis meses de vida (45,7%) foram amamentadas exclusivamente com leite materno entre fevereiro de 2019 e março de 2020.

É preciso melhorar essa taxa, pois os benefícios, além da saúde física, estão relacionados à saúde emocional e cognitiva do bebê. Para as mães que estão com medo da Covid e abandonaram esse ato de amor ao próximo, os hospitais Aroldo Tourinho, Mário Ribeiro e Clemente de Faria garantem todo cuidado para a coleta do leite na casa de cada uma das interessadas.

Publicidade
Publicidade
Comentários