Mais atenção às crianças!

Editorial / 08/01/2021 - 00h01

Elas são mais resistentes ao coronavírus? Sim, é o que mostram os estudos preliminares. Mas isso não quer dizer que crianças e adolescentes de até 19 anos estejam imunes à Covid-19. Cada corpo reage de uma forma e eles podem, sim, desenvolver a forma mais grave da doença.

Por isso, o alerta é para que os pais fiquem atentos às formas de proteção dos filhos. Minas Gerais já soma 33 mortes de crianças e adolescentes desde o início da pandemia, em março do ano passado. A vítima mais recente é uma menina de 1 ano que estava internada em Uberaba.

Em Montes Claros foram registradas duas mortes – uma de criança na faixa entre zero e 9 anos e outra entre 10 e 19 anos. Elas são minoria, mas não devem ficar de fora da lista de cuidados, como ficar mais em casa, lavar as mãos constantemente e usar máscara.

Sim, crianças acima de 2 anos de idade devem usar a máscara ao saírem de casa. Essa é a orientação da Sociedade Brasileira de Pediatria. Para as menores de 2 anos o acessório não é indicado por causa do risco de sufocamento.

Nesta edição, O NORTE traz algumas dicas dadas por uma pediatra da Fiocruz. Ela ressalta que o ideal é a que os pais evitem sair com as crianças. Mas, se tiverem que fazê-lo, que as cerquem de todos os cuidados.

Uma dica dada pela médica é a de usar máscaras com desenhos e ilustrações de personagens que as crianças gostem. Além disso, como sempre colocam as mãos na boca e nos olhos, é fundamental explicar a elas, de forma lúdica, até mesmo usando os brinquedos que elas tem, que é necessário lavar as mãos sempre que pegarem em objetos.

E o mais importante: os pequenos seguem o exemplo dos pais. Se estes não utilizam a máscara, como pedir para que elas o façam?

Não vamos brincar com a vida – nossa e de nossos filhos, sobrinhos, afilhados, netos. Não vamos menosprezar esse vírus que tem feito tanto estrago no mundo todo. Proteja-se e a quem depende de você!

 

Publicidade
Publicidade
Comentários