Esperança viva

Editorial / 02/06/2017 - 00h10

O sentimento que a visita do governador Fernando Pimentel causou ontem em Montes Claros não difere do que outros governantes deixaram na cidade: esperança.

Mais uma vez, os norte-mineiros se encheram de otimismo diante das ênfases do chefe do Executivo de que o Estado não recuará de seus propósitos de incentivar o desenvolvimento regional, ainda que sobre ele pesem os reflexos de uma crise econômica que atinge todo o país.

Pimentel, como deixou claro na entrevista exclusiva concedida a O NORTE, destacou a escassez de recursos, mas frisou que o desempenho da administração fará com que os investimentos necessários para atender às demandas populares não sejam interrompidos. Nos próximos vinte dias, assegurou, o governo assinará protocolos de investimentos para que pelo menos cinco grandes empresas sejam instaladas em Montes Claros, possibilitando reações aos índices de desemprego na região. Pimentel considera a atuação do seu governo, diante da crise, exemplar para todo o Brasil. Ele lembra que outros Estados, na mesma situação do de Minas, ou pior, não têm tido capacidade para vencer os obstáculos que o momento impõe, como os do Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Sobre uma das principais demandas da região, a revitalização e duplicação da BR-251, uma das bandeiras da deputada federal Raquel Muniz, o governador lembrou que o assunto é de competência da União, mas que, reconhecendo a importância de a rodovia receber melhorias, não medirá esforços para viabilizar os investimentos junto ao governo federal.
É o que esperamos.

Publicidade
Publicidade
Comentários