Emprego pós- Covid e eleições

Editorial / 07/10/2020 - 00h27

A pandemia de Covid-19 desestruturou as famílias não apenas no quesito saúde, mas também por te provocado uma avalanche na economia. Por isso, em ano de eleições municipais, as questões econômicas, principalmente a geração de novos postos de trabalho, que refletem na área social de qualquer município, se transformaram em uma das questões centrais dos debates políticos. Políticas públicas, com soluções efetivas a curto, médio e longo prazo, que tratem especificamente da geração de emprego e renda devem estar na ponta da língua de quem quer administrar qualquer município brasileiro em 2021. Tais propostas devem não apenas fazer parte dos Planos de Governo, mas, sobretudo, dos debates.

Aos eleitores, principalmente aos mais atingidos pela pandemia, tanto na saúde quanto no bolso, cabe buscar informações sobre quem de fato propõe soluções que viabilizem a retomada da economia e, mais do que isso, quem tem capacidade para tirar as ações do papel e fazê-las acontecer.

Essas ações vão muito além do apoio da União, que com medidas emergenciais tem trazido alívio para a maioria dos brasileiros atingidos economicamente. Porque essas ações pontuais, elaboradas a partir da realidade posta em cada localidade, é que vão trazer de volta não apenas o emprego, mas vai devolver à população a dignidade.

Para que isso aconteça, o gestor deve ser capaz de gerir a crise que estará em suas mãos e encontrar caminhos para atrair investimentos para a cidade, promovendo o aumento de vagas de emprego, principalmente de emprego qualificado.

Por isso, os cidadãos eleitores que estiverem interessados em viabilizar essa realidade precisam analisar, detalhadamente, o perfil de cada candidato, para encontrar dentre os muitos que se apresentam aquele que será capaz de promover essa travessia na forma mais eficiente possível. O pós-pandemia exigirá dos gestores que assumirem em 1º de janeiro de 2021 não apenas muito trabalho, mas também muita criatividade e competência para mover os números do desemprego para um saldo positivo.

 

Publicidade
Publicidade
Comentários