Desequilíbrio econômico

Editorial / 10/02/2021 - 00h29

Enquanto chega aos ouvidos dos brasileiros a notícia de que houve queda na inflação, o bolso se recente com alta do gás, do combustível, que, por sua vez, acarreta a alta de tudo, em função do frete. Em um país de dimensões continentais como o Brasil, onde o sistema modal de linha férrea, rodovias e vias fluviais não existe, o aumento do combustível, mais precisamente do diesel, provoca um tsunami na economia.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a energia elétrica foi heroína da história, já ao sofrer queda nos preços provocou uma desaceleração de 0,25%, o que fez o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) perder a força. No entanto o IPCA não deixou de ser um vilão, já que ao longo dos últimos 12 meses teve uma alta de 4,56%, ficando acima da meta determinada para o ano, que era de 3,75%.

Mas se temos um sopro de boas “energias” e um vendaval de más notícias, que poderiam equilibrar a balança do orçamento familiar, o aumento dos planos de saúde apareceu para promover o desequilíbrio. Infelizmente, esse é um desequilíbrio que atinge não apenas o bolso dos brasileiros, os poucos que ainda conseguem ter plano de saúde, mas também a saúde. 

No momento de pandemia que a humanidade está passando, em que a saúde tem sido o meio e o fim de todas as ações, promover o aumento dos planos de saúde, é promover a desumanidade. Mais do que um aumento, serão 2 aumentos! Isso porque a Anvisa não autorizou aumento em 2020 e agora, as administradoras dos planos de saúde vão dividir o aumento de 2020 em 12 prestações mensais, a serem acrescidas ao valor atual e ainda, vai somar a esta mais outras 12 prestações relativas ao aumento de 2021.

Quem conseguirá pagar essa conta, ainda não sabemos, o que se sabe é que esses desequilíbrios econômicos são causa e efeito dos desequilíbrios de toda ordem, inclusive e, principalmente, os desequilíbrios sociais vividos ano a ano pelos brasileiros.

Resta-nos apenas torcer para que a cada mês apareça um herói ou uma heroína para salvar o nosso bolso do desequilíbrio total.

 

Publicidade
Publicidade
Comentários