Como será 2021?

Editorial / 05/01/2021 - 00h01

Enfim, 2021! Para muitos, a possibilidade de recomeços, a esperança de dias melhores e de novas oportunidades. Para outros, a certeza de que pouco irá mudar.

Entramos em 2021 com a expectativa pela aprovação da vacina contra o novo coronavírus, de recuperação da economia e de novos ares na política com os recém-eleitos.

Em Montes Claros, a Câmara de Vereadores abre os trabalhos nesta terça-feira. Com uma renovação pequena, já que apenas dez parlamentares são novatos no Legislativo, e com uma base governista, não se aposta em muitas mudanças e melhorias para a população e para a cidade, de uma forma geral.

A própria eleição da mesa da Câmara indica que o caminho será de apoio às ações do Executivo municipal. O presidente eleito, sem chapa concorrente, já foi secretário no governo do prefeito reeleito.

Novos ares, talvez, apenas em outros setores. Uma coisa para a qual o cidadão precisa estar preparado é para o aumento de radares instalados nas estradas estaduais mineiras.

Serão 800 equipamentos até o fim deste ano, com previsão de ampliação para o próximo. A ideia é coibir o abuso de velocidade e as infrações cometidas nas rodovias sob a responsabilidade do Estado (DER-MG), de forma a reduzir o número de acidentes e de vítimas. No Norte de Minas, duas estradas ganharão mais radares: a 120 e a 135.

De janeiro a setembro de 2020, os radares instalados nas rodovias sob a tutela do Estado flagraram 497 mil veículos em excesso de velocidade. Os equipamentos também terão a tecnologia de leitura de placas de veículos, que consegue identificar várias irregularidades, como na documentação do automóvel.

Enfim, vamos aguardar para ver o que mais 2021 nos reserva. Que seja situações, ações e decisões mais acertadas e mais leves que as de 2020.

 

Publicidade
Publicidade
Comentários