Crowdfunding eleitoral

Direto de Brasília / 26/06/2018 - 09h44

A partir deste ano, passa a valer o sistema de arrecadação de recursos para as eleições através de plataformas on-line. A exemplo do ex-presidente norte-americano Barack Obama, que utilizou a estratégia angariando milhões para se eleger em 2008 e 2012, no Brasil, os sócios de plataformas e responsáveis pelas startups de serviços financeiros aprovados para prestar o serviço, estão otimistas e esperam alcançar resultados semelhantes. Apesar da arrecadação estar liberada, o repasse dos valores aos pré-candidatos só poderão ocorrer quando todos os requisitos definidos na norma do Tribunal Superior Eleitoral estiverem cumpridos, entre eles o registro de candidatura, a inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e a abertura de conta bancária específica para registro da movimentação financeira de campanha.
 
Eleições no Tocantins
O domingo foi de eleições para o governo do Tocantins. O agropecuarista Mauro Carlesse, do PHS, venceu Vicente Alves, do PR, no segundo turno de uma eleição suplementar. Carlesse foi eleito para um mandato tampão em uma chapa composta com Wanderlei Barbosa, também do PHS. Ele sucederá o governador Marcelo Miranda (MDB) que teve o mandato cassado após ser condenado por abuso econômico. Segundo as regras da Justiça Eleitoral, o novo governador permanecerá no cargo até 31 de dezembro e poderá concorrer à reeleição no pleito de outubro. Chamou atenção a baixa adesão do eleitorado: apenas 48,16%.
 
Soprando o braseiro
Em jantar realizado na última quinta-feira, na residência oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o PSDB, MDB e o DEM discutiram a possibilidade de substituir Geraldo Alckmin por João Doria na chapa presidencial que reúne os três partidos. Participaram do jantar o presidente Michel Temer, o senador Aécio Neves e o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco.
 
Rejeição
Pesquisa Barômetro Político Estadão-Ipsos mostra que a desaprovação ao pré-candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) continua subindo. Realizada mensalmente, a pesquisa mostra que a desaprovação subiu de 60% para 64%, enquanto a aprovação caiu de 23% para 20%. 
 
Suicídio
De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada 40 segundos alguém no mundo interrompe a própria vida. Segundo a OMS, o número é maior que aqueles causados por homicídio: 800 mil por ano, contra 470 mil, e continuam avançando, especialmente em países pobres e em desenvolvimento. Dados da Associação Internacional de Prevenção do Suicídio, maior ONG de atuação na área, mostram que quase 100% das pessoas que tentaram ou se suicidaram têm quadro psiquiátrico.

Publicidade
Publicidade
Comentários