Candidatura frustrada

Direto de Brasília / 14/03/2018 - 01h15

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, quer muito, mas muito mesmo, receber o apoio do MDB para ser candidato à Presidência da República. Na verdade, ele não pensa em outra coisa além de sua pré-candidatura. Mas as chances de ele viabilizar seu projeto ficaram remotas com o anúncio da pré-candidatura de Rodrigo Maia (DEM-RJ). Embora o auxiliar do presidente Michel Temer agrade a caciques do partido e a filiação dele à legenda seja bem-vista, a avaliação atual de emedebistas em relação à corrida eleitoral é outra. Com partidos do centrão apoiando o presidente da Câmara dos Deputados, alçá-lo como candidato governista se tornou uma tarefa difícil.

Imposto de Renda
Até a última segunda-feira, a Receita Federal já havia recebido 2.403.375 declarações do Imposto de Renda Pessoa Física. O total equivale a 8,35% dos 28,8 milhões de documentos esperados para este ano. O prazo para a entrega da declaração começou no dia 1º e vai até 30 de abril. Está obrigado a declarar quem recebeu, no ano passado, rendimentos tributáveis em valores superiores a R$ 28.559,70. No caso da atividade rural, deve declarar quem teve receita bruta acima R$ 142.798,50.
 
Leilão do tríplex
Está marcado para o dia 15 de maio o leilão do tríplex atribuído ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Agendado pelo juiz federal Sérgio Moro, o magistrado também definiu a data do segundo leilão para o dia 22 do mesmo mês, caso o imóvel não seja arrematado no primeiro. Segundo o Ministério Público Federal, o tríplex, localizado na cidade do Guarujá, litoral paulista, teria sido cedido pela construtora OAS ao ex-presidente como recompensa a favorecimentos à empresa em obras. A acusação resultou na condenação de Lula pelo juiz Sérgio Moro, decisão que foi confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).
 
Comissão de Ética Pública
A Comissão de Ética Pública da Presidência da República tem novo presidente. Luiz Navarro tomou posse na tarde de segunda-feira, no Palácio do Planalto, em substituição a Mauro Menezes, que esteve à frente da comissão nos últimos dois anos. A Comissão de Ética Pública é o órgão responsável, entre outras atribuições, pela apuração, mediante denúncia ou de ofício, de condutas de ocupantes de cargos da alta administração do Poder Executivo.

Publicidade
Publicidade
Comentários