Vulnerabilidade social

Conversa Inteligente / 25/03/2021 - 00h29

Diante do avanço da Covid-19 em Montes Claros, o governo Humberto Souto precisa urgentemente criar algo para atender a população vulnerável. Só assinar decreto para exigir isolamento social não é suficiente para conter o avanço da doença. O povo carente está à mercê da fome e grita por socorro!

Pressão
Humberto Souto já demonstra cansaço e excesso de impaciência com a crise que se instalou na saúde pública de Montes Claros. A pressão tem abalado o prefeito. 
 
Popularidade em queda
Números para consumo interno apontam queda assustadora na popularidade do prefeito. Em casa, sob cuidados médicos, deixa uma lacuna no exercício do poder na linha de frente. 
 
Desespero 
Montes Claros vive seu pior momento na saúde. A Covid-19 avança assustadoramente, causando uma crise sem precedentes. Hospitais lotados, falta de leitos, UTI, causam desespero no montes-clarense. 
 
Colapso
A maior cidade do Norte de Minas vive uma situação de colapso no seu sistema público de saúde. São mais de 24 mil casos de pessoas infectadas, quase 500 mortos. 
 
Exaustão 
Além da limitação de leitos, Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) no limite da capacidade. O cansaço físico e psicológico também afeta os profissionais de saúde na linha de frente do combate ao novo coronavírus. 
 
Aviso
Os infectologistas alertam: “se não houver consciência em seguir os protocolos e não aglomerar, teremos pacientes morrendo sem assistência em macas nos hospitais, em casa ou aguardando por atendimento”.
 
Caótico 
Algo ainda mais preocupante é que, segundo as autoridades, o mês de abril será de aumento dos casos graves, com quadros de infecções mais severas.

Publicidade
Publicidade
Comentários