Sobram milhões, falta humanização

Conversa Inteligente / 03/06/2021 - 00h58

Enquanto a população está desesperada com o avanço da Covid-19 em Montes Claros, o governo Humberto Souto comemora, em quatro meses, superávit de R$ 137 milhões em caixa e a torneira aberta jorrando milhões em obras inacabadas. Mas falta uma política humanizada, eficaz, para atender a população em vulnerabilidade social no município. 

STF pode ter mineiro 
O presidente do Tribunal de Justiça de Minas, desembargador Gilson Soares Leme, pode se tornar ministro do STF. Seu nome foi levado por interlocutores ao presidente Bolsonaro. A vaga vai existir a partir de abril, com a aposentadoria do ministro Marco Aurélio de Mello.
 
Paraquedas abrindo 
Deputados paraquedistas estão abrindo os paraquedas em Montes Claros. Preocupados com a eleição do próximo ano, parlamentares estão usando todos os argumentos para seduzir vereadores da Câmara de Montes Claros e conquistar apoio.
 
Canto da sereia
Geralmente a proposta de alguns dos deputados é estimular dobradinha, envolvendo vereadores com promessas de recursos. O receio são os restos a pagar depois da eleição, já que a maioria dos parlamentares costuma sumir depois do pleito. 
 
Volta à cena política
Com a volta de Lula à cena política, o ex-governador Fernando Pimentel e o ex-deputado Saraiva Felipe estariam ensaiando disputar vagas na Câmara Federal.
 
Reeleição 
O governador de Minas, Romeu Zema (Novo), manifesta desejo de tentar a reeleição. Disse que precisa de mais tempo para deixar seu trabalho completo.
 
Simpatia
Sem base política sólida no Estado, o governador Romeu Zema (Novo), depois que regularizou repasses aos municípios, tem tido a simpatia dos prefeitos. 

Publicidade
Publicidade
Comentários