Sem reconhecimento

Conversa Inteligente / 05/01/2021 - 00h08

Impressiona a falta de reconhecimento e homenagem do governo Humberto Souto em relação aos profissionais da saúde pelo esforço e dedicação em defesa da vida e no combate à Covid-19. Na linha de frente, expostos a um enorme desafio de combater o inimigo que insiste em contaminar e matar todos os dias, faltam a eles melhor remuneração, segurança e tranquilidade para conter o avanço do coronavírus. 

Linha de frente 
Todos os dias, profissionais da saúde trabalham em ambiente de estresse e risco, ficando à mercê de infecção e da doença. Faltam respeito e condições dignas de trabalho nessa guerra para salvar vidas e proteger a população. 
 
Segundo mandato?
O que esperar do segundo mandato Humberto Souto? Se no primeiro o que movia era uma gestão personalista, individualista, baseada apenas na mobilidade urbana, agora o que teremos? O que vai mover sua administração, sem os milhões extras da Copasa e do transporte público? Como recuperar o tempo perdido de uma gestão que deixou em segundo plano educação, saúde, social e qualidade de vida? 
 
Ausência 
É impressionante! Humberto Souto foi o único prefeito da história de Montes Claros que, dos quatro anos do seu mandato, passou um ano sem pisar na prefeitura. E o mais incrível ainda, a Câmara Municipal tratou o assunto como algo normal. 
 
Novo mandato 
Pelo o jeito, enquanto não sair a vacina no Brasil, Humberto Souto continuará ausente da gestão presencial pública, só assinando papel, longe do cotidiano da população. 
 
Depois da fantasia 
A bolha foi furada no governo Humberto Souto. Passou a eleição e a cidade voltou à sua normalidade, sem diretrizes para ações de bem-estar e qualidade de vida. Sem falar no fracasso no combate à Covid-19, que continua avançando em Montes Claros. 
 
Leite de pedra
O novo mandato Humberto Souto não terá a magia da utopia. No segundo, terá que tirar leite de pedra.

Publicidade
Publicidade
Comentários