Longe da prefeitura

Conversa Inteligente / 04/01/2022 - 00h08

Com aparições virtuais, entrevistas em determinados meios de comunicação, respondendo apenas o que quer. O prefeito ausente Humberto Souto começa o ano como terminou: “longe da prefeitura”. Souto entra para a história de Montes Claros como o chefe do Executivo que mais tempo ficou ausente da administração presencial. 

Discurso 
Sem poder xingar o antecessor (si próprio), já que foi reeleito o prefeito ausente de Montes Claros, Humberto Souto vai manter a mesma ladainha para 2022. Para justificar dificuldades de gerir a cidade de maneira virtual (há quase dois anos que não coloca os pés na prefeitura), vai continuar apostando nas obras (inacabadas) e o asfalto (refazendo) em 2022. Enquanto isso, o povo só ver o prefeito na TV e nas redes sociais. 
 
Calado
Para continuar fazendo caixa. O governo Humberto Souto vai manter o discurso da dificuldade, mantendo o silêncio sobre seu governo passado.
 
O gargalo na saúde 
O governo municipal de Montes Claros terá que enfrentar o gargalo da saúde no município. As reclamações não param de crescer , população precisando de médicos, atendimento, medicamentos e exames. 
 
Desfiliação 
Segundo dados do TSE, a poucos meses de uma das maiores disputas eleitorais os partidos políticos perderam 619.052 filiados nos últimos 4 anos.
 
Salário mínimo 
Sem aumento real, apenas reposição. Está em vigor o valor do novo salário mínimo: R$ 1.212,00.
 
Reeleição
Dos 27 governadores em exercício, 16 devem disputar a reeleição, inclusive o de Minas, Romeu Zema (Novo).
 
Recorde
As exportações de produtos do agronegócio mineiro batem recorde de arrecadação. 
 
Lançamento 
Ciro Gomes (PDT) lançará sua pré-candidatura à Presidência em 21 de janeiro, durante cerimônia em Brasília.

Publicidade
Publicidade
Comentários