Desgaste

Conversa Inteligente / 14/10/2021 - 00h14

Os deputados que tentarão a reeleição estão preocupados: o desgaste do mandato pode ser o grande obstáculo para continuarem no poder. 

Montes Claros 
Na maior cidade do Norte de Minas, Deputados que sonham com a cadeira de Humberto Souto em 2024 estão tendo dificuldade para fazer a leitura do eleitor em 2022. Sabem que a reeleição é imprescindível para disputar o poder municipal. 
 
Federações 
Com a liberdade de partidos políticos de se unirem em federações, as legendas tem até 5 de agosto de 2022 para decidir se vão ficar juntos pelos próximos 4 anos. 
 
Lei
Pela lei que passou a valer, partidos têm até o período das convenções para definir se formarão ou não federações. Em uma federação, duas ou mais legendas se unem para disputar a eleição.
 
Jogo político 
A diferença da coligação é que, na federação, as siglas são obrigadas a permanecerem unidas por quatro anos. Antes os partidos se uniam só para disputar o período eleitoral. Com a mudança, o jogo exigirá uma nova estratégia das lideranças.
 
Sem espaço 
Depois de longos anos dividindo espaço com o PT, o PSDB deixa de ser protagonista em Minas. Após governar o Estado várias vezes, o ninho tucano foi perdendo liderança, com a popularidade em queda do ex-governador Aécio Neves, hoje, deputado federal. A legenda vive o drama de (depois de anos no poder) não ter um nome competitivo para disputar o governo mineiro. 
 
Rombo 
Não são só flores no governo Zema. Os espinhos começam a aparecer. O governador encerrará o mandato com o orçamento estourado: rombo maior do que do seu antecessor. O orçamento fechará com um déficit de R$ 11,7 bilhões. 
 
Fora
Cerca de 5,4 milhões de beneficiários do Bolsa Família podem ficar fora do aumento no valor do benefício do programa Auxílio Brasil do governo federal.

Publicidade
Publicidade
Comentários