Cronograma da Covid-19

Conversa Inteligente / 13/05/2021 - 00h03

A pandemia da Covid-19 no Brasil surgiu em 26/2/2020). E Montes Claros só teve o primeiro registro de óbito em 05/4/2020. Mas, infelizmente, o governo Humberto Souto demorou a tomar medidas preventivas pragmáticas emergenciais. Preferiu adotar inúmeros decretos que ficaram conhecidos como decretos sanfona (abre e fecha), o que prejudicou a população como um todo.

Faltou comunicação 
Mesmo com o registro dos primeiros casos, o governo Humberto Souto não criou nenhuma campanha padronizada em massa nos meios de comunicação de Montes Claros. Muito menos ações sociais e emergenciais eficazes para socorrer famílias carentes, desempregados e pequenos e médios empresários. 
 
Milhões 
Até hoje, o governo municipal de Montes Claros não informou, de maneira detalhada, os valores e como foram gastos os milhões liberados pelo governo federal para combater a Covid-19 no município. 
 
Fura-fila
Em 21 de janeiro de 2021, o prefeito Humberto Souto furou a fila e tomou a primeira dose da imunização contra a Covid-19. Segundo o Ministério Público de Minas Gerais, furar a fila da vacinação configura como crime de prevaricação (uso de cargo público para favorecimento pessoal), improbidade administrativa e dano coletivo. 
 
Roubo 
Foram furtadas 319 doses da vacina CoronaVac (18/4/2021) em Montes Claros no posto de saúde do bairro Independência. O caso está sendo investigado pela Polícia Federal.
 
Descarte 
O governo Humberto Souto afirmou que o descarte de mais de 5 mil doses (10/5/2021) de vacinas da Covid-19 no município está dentro do percentual de perda estabelecida pelo Ministério da Saúde. São 2.500 pessoas que deixaram de ser vacinadas.

Publicidade
Publicidade
Comentários