Ciumeira

Conversa Inteligente / 07/12/2021 - 00h30

Causou um ciúme danado a ausência do prefeito de Montes Claros, Humberto Souto, durante a solenidade de inauguração da ponte sobre o córrego Vieira na Avenida João XXlll. Como sempre ausente, Souto participou de forma virtual deixando o vice-prefeito, Guilherme Guimarães, ocupando espaço, dando sinais claros de que ele é o nome para 2024. O fato causou uma ciumeira danada entre aliados apegados ao poder. 

Inacabadas 
Com a torneira aberta jorrando milhões em obras inacabadas, o prefeito ausente Humberto Souto (cidadania) já começou fazer a velha estratégia de sempre: inaugurar obras dentro de um cronograma crescente, próximo da eleição. A justificativa para o atraso são as chuvas, Natal, fim de ano. Depois retorna a passos de tartaruga, intensificando o trabalho próximo da eleição (2022). 
 
Federalização
A bancada federal do PSB aprova a proposta da federalização, unindo PT e o PC do B, com a possibilidade de atrair Rede e PV. 
 
Queda 
Com uma votação em 2018, em Montes Claros, de 22.560 votos, a deputada estadual Leninha (PT) viu uma queda considerável na sua votação na disputa municipal do ano passado (10.685 votos). Perdeu em uma eleição, no maior município do Norte de Minas, 11.875 votos. Isso tem preocupado o staff da deputada. 
 
Prrocupado 
O deputado estadual Gil Pereira (PSD) também anda preocupado com sua votação em Montes Claros. Entre 2014 (27.301) e em 2018 (16 .349), perda de 10.952 votos. 
 
Pimenta
O deputado estadual Carlos Pimenta (PDT), que nas últimas eleições tem tido sérias dificuldades de eleição, reavalia sua estratégia política em Montes Claros, inclusive nomeando suplentes de vereadores. 
 
Moeda digital
O Banco Central pretende ampliar as formas de pagamento no Brasil com a versão da moeda virtual brasileira.

 

Publicidade
Publicidade
Comentários