Cidade oculta

Conversa Inteligente / 24/06/2021 - 00h56

A verdadeira Montes Claros não aparece na mídia. Está escondida nos bastidores dos bairros carentes, onde faltam saúde, educação, assistência social, esporte, arte, cultura e lazer. Sem falar da triste marca de quase 900 mortos, vítimas da Covid-19 no município. Sobram abandono, descaso, lixo, mau-cheiro, obras inacabadas, praças e logradouros públicos sem manutenção e preservação. O desprezo das praças da Matriz e da Catedral são o retrato fiel do desleixo.

Reinaugurar 
Sem projeto para o segundo mandato, o governo Humberto Souto respira em cima das obras inacabadas que parecem não ter fim. O jeito é fazer com pompas uma nova reinauguração.
 
Drama da população 
Sem um planejamento eficaz para combater o avanço da Covid-19 em Montes Claros, o governo Humberto Souto praticamente segue as orientações do governo do Estado no combate ao coronavírus. Enquanto isso, a população carente sofre com a falta de máscara, álcool em gel, programas sociais, kit higiene, emprego e assistência social.
 
Secretários suprimidos 
No governo Humberto Souto, o secretariado ficou praticamente lacunoso. Ninguém ouve falar nos secretários, a exceção é a secretária de Saúde, Dulce Pimenta, que por razões óbvias (pandemia da Covid-19) tem o nome em evidência. O restante só aparece na hora de aparar fatos negativos (escudo) que possam atingir a administração. 
 
Sumido
O vice-prefeito, Guilherme Guimarães (PSL), simplesmente sumiu do radar político. Praticamente foi excluído do contexto das ações do cotidiano da gestão política-administrativa. 
 
Pesquisa
A ocultação do secretariado é tão grande que se fizer uma pesquisa, provavelmente ninguém saberá dizer o nome dos secretários do governo Humberto Souto.
 
Aumento na conta de luz
Vem aí reajuste na conta de energia. A previsão é a de que o percentual seja em torno de 15%.

Publicidade
Publicidade
Comentários