Bomba relógio

Conversa Inteligente / 23/02/2021 - 00h04

O governo Humberto Souto está cada vez mais perdido no seu primeiro ano do segundo mandato. Sem colocar os pés no prédio da prefeitura de Montes Claros por um ano e com descontrole no combate à Covid-19, infelizmente sua gestão virou uma bomba relógio prestes a explodir. 

Desgoverno 
A falta de visão para o segundo mandato e a ausência do prefeito Humberto Souto no cotidiano da cidade criou um vazio na gestão municipal de Montes Claros.  
 
Conta-gotas
O governo Humberto Souto está a conta-gotas. O discurso das grandes obras (inacabadas) não cola mais. Precisa de uma nova narrativa.  
 
Denúncias
Bem que a prefeitura de Montes Claros poderia seguir o exemplo de Patos de Minas (Alto Paranaíba) e disponibilizar, através de aplicativo WhatsApp, recebimento de denúncias de aglomeração e atos de desrespeito aos decretos e procedimentos sanitários.  
 
Pressão 
Doses insuficientes mesmo para quem é considerado do grupo de risco causa ansiedade e apreensão. Dentistas e médicos que trabalham em consultório da rede particular pressionam para garantir vez na vacinação contra a Covid-19.  
 
Rastro de morte
A pandemia deve continuar se alastrando rapidamente, avisa o infectologista Carlos Starling. Segundo ele, a grave situação em cidades do Noroeste e Triângulo Mineiro deve se espalhar pelo Estado. Em Uberlândia, 98 % dos leitos de UTI da rede pública estão ocupados. E o número de óbitos continua crescendo.  
 
Reforma Administrativa
A Reforma Administrativa, proposta pela equipe econômica do governo Bolsonaro, propõe fim da estabilidade para o funcionalismo público e extingue vários benefícios. As novas regras só serão válidas para os futuros servidores.

Publicidade
Publicidade
Comentários