Aparência

Conversa Inteligente / 26/10/2021 - 00h17

A aliança feita na eleição passada em volta do prefeito Humberto Souto (Cidadania) não resiste a 2022 (depois da eleição). Deputados e lideranças políticas perceberão que estão excluídos do governo. A relação política vive apenas de aparências.  

Desconfiança 
Os aliados de mentirinha fingem que acreditam no prefeito. Já Humberto Souto dar uma de migué , fingindo acreditar na aliança. 
 
Distante 
Um interlocutor do governo municipal me confessou que Souto não tá nem aí para apoio político. 
 
A volta dos ex 
O ex-governador de Minas (sem partido) Alberto Pinto Coelho, já avisou que deseja voltar à política; Fernando Pimentel disputará uma vaga na Câmara Federal; já Eduardo Azeredo tem recebido proposta para retomar atividades políticas. Tudo indica que a queda da operação lava-jato trouxe tranquilidade ao meio político. 
 
Pensando....
Antonio Anastasia (PSD-MG) encerra o mandato de senador no próximo ano e não decidiu ainda se disputará reeleição. 
 
Escanteado
O atual vice- governador de Minas Paulo Brant (PSDB) foi tirado de cena pelo governador Zema. 
 
Troca 
O presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM), Julvan Lacerda (MDB), deve trocar de legenda. Como ocupa cargo comissionado de assistente parlamentar sênior no gabinete do presidente do Senado Rodrigo Pacheco. A tendência é ir para a nova legenda do senador, PSD. 
 
Sem chance 
Nem o MDB acredita na candidatura do deputado federal e presidente da legenda no Estado Newton Cardoso Júnior para o governo de Minas. Entre as eleições de 2014 (128.479) e 2018 (69.900) o parlamentar perdeu 58.579 votos. 
 
Preocupação 
O staff do deputado estadual Gil Pereira (PSD-MG) anda preocupado com a reeleição do parlamentar. Em 2014 ele obteve 104.730. Em 2018, 52.147. Perdeu entre às duas eleições, 52.582 votos.

Publicidade
Publicidade
Comentários