Vá entender

Coluna Esplanada / 01/10/2020 - 00h00

Um movimento eleitoral curioso acontece na campanha no Recife. Bolsonaristas que não querem eleger João Campos (PSB) no Recife – a prefeitura e o governo de Pernambuco são controlados há anos pelos socialistas – anunciam aos poucos apoio à petista Marília Arraes. A novata também busca o voto da direita. Ela peitou o senador Humberto Costa, que comanda o PT local, e sua articulação forte obrigou o ex-presidente Lula da Silva a reconhecer sua candidatura. Marília foi rifada pelo PT em 2018, quando aparecia com chances para o governo. Ela e João são netos do saudoso ex-governador Miguel Arraes.

Covid eleitoral
O coronavírus voltou a crescer em casos nas capitais e interior. Informes que chegam à Coluna indicam que prefeituras, por motivações eleitorais, escondem os altos números.
 
Favelinha
Lembram dos barracos que apareceram em área nobre de Taguatinga (DF), atrás do shopping? Eram 25. Em uma semana subiram para 46. Cinco deles têm carros.
 
Atrás de caixa
Alguns estados, como Rio de Janeiro e Piauí, voltaram a artilharia contra a União pelo direito de promover loterias. Pela Lei de 1967, só o governo federal pode explorar. 
 
Michecou...
Neologismo que viralizou nas redes sociais de uma semana para cá, a palavra “Micheque” já tem mais de 400 mil citações na busca do Google. Vem a ser o título da música do Detonautas que ironiza o mistério dos cheques de Fabrício Queiroz para a primeira-dama do Brasil, Michele Bolsonaro. Ela, aliás, quer processar a banda.
 
Olho neles
Os desembargadores do TJ do Rio de Janeiro que vão compor a comissão mista da Alerj no processo de impeachment de Wilson Witzel, já afastado, estão com olhos virados – um no governador afastado, e outro em todos os atos e nomeações do vice Cláudio Castro, que assumiu. Qualquer deslize, o atual também se complica.
 
Dona de casa
A Conab realizou leilão para compra de alimentos a fim de atender demanda do Ministério dos Direitos Humanos, que pretende adquirir 757 toneladas de alimentos. É para doação de 44 mil cestas básicas a mulheres em situação de vulnerabilidade.
 
Kiara
O ministro Eduardo Pazuello, da Saúde, negou remédio para Kyara Lis, bebê de 1 ano, diagnosticada com Atrofia Muscular Espinhal (AME). Para a advogada Daniela Tamanini, condenou a menina à morte. Agora, a sociedade que se mobiliza para a Saúde bancar a dose única de R$ 12 milhões (que elimina efeitos futuros da doença) tem esperança de que o ministro Napoleão Nunes Maia, do STJ, determine o fornecimento da medicação. O MS já bancou essa dose há dias para outra criança de Brasília.
 
Agora...
... É de uma maldade tremenda contra o ser humano um laboratório cravar um preço inalcançável deste para salvar uma vida. 
 
ACabou o gás
A Cosan S.A. não enxergou o óbvio e desistiu de fazer o IPO da sua Compass Gás e Energia S.A. A pandemia travou os investimentos do ano, e ninguém vai investir no setor enquanto a Nova Lei do Gás não passar no Congresso e for sancionada.
 
Armário digital
As plataformas digitais deram uma aquecida nos cabides da rede de lavanderias 5àsec nesta pandemia. De março a julho, a marca registrou crescimento de 335% no faturamento, com os serviços pelo e-commerce, aplicativo, WhatsApp e ‘armários digitais’ em condomínios estratégicos. A rede soma 442 lojas no Brasil.
 
Toada triste
Morreu vítima da Covid-19 em Manaus o conhecido toadeiro Klinger Araújo, um dos ícones da festa de Parintins e aclamado pela turma do Boi Caprichoso. Fez história. 

 

Publicidade
Publicidade
Comentários