Palanque montado

Coluna Esplanada / 27/08/2020 - 00h01

Os deputados do Centrão, agora oficialmente aliados de Bolsonaro, começaram a cobrar sua visita aos redutos eleitorais para o presidente prestigiar os candidatos a prefeitos aliados dos parlamentares. Em Minas Gerais, principalmente, há um movimento pró-Bolsonaro nos palanques. O presidente foi a Ipatinga ontem.

Ah, MDB
E o MDB, hein? Vai melando o currículo de aliados como sempre fez com seu fisiologismo. O governador Ibaneis Rocha, do DF, abriu muitas portas ao partido na sua gestão, e assistiu estupefato, na terça-feira, à prisão do seu secretário de Saúde, numa operação do MP. 
 
Padin
Francisco Araújo, o secretário preso, tem como um dos principais padrinhos o senador Renan Calheiros, contam nos corredores da pasta.
 
Mistério da estante 
Continua o mistério: como uma estante do patrimônio da Câmara dos Deputados, da grife de Sérgio Rodrigues, foi parar num leilão da Empório Brasil, com lance mínimo de R$ 23 mil?
 
Hum...
A empresa leiloeira informou apenas que o dono da mobília é colecionador e tem autorizações... mas não declarou quem é e que documento ou lei avaliza venda de patrimônio público. A Câmara não faz ideia de qual gabinete ela saiu.
 
Hein? Como?
O comandante Rangel, homem de confiança dos Bolsonaro na Bahia, que diz ajudar na coleta de assinaturas para criação do APB, foi flagrado num vídeo perto do governador petista Rui Costa. A imagem caiu como bomba em Brasília.
 
Em alta 
O vice-presidente Hamilton Mourão está em alta na praça. Sua agenda está lotada de pedidos de entrevistas para mídia nacional e internacional. E ele não quer bater em jornalista, ao contrário do superior imediato. 
 
Em tempo
Mourão vai dar uma longa entrevista para os veículos da Band na sexta, com destaque para a BandNews.
 
Tá bom...
Acusada pela Polícia Civil do Rio, após longa investigação, de ser a principal mandante da morte do marido pastor, a deputada federal e “pastora” Flordelis pensava diferente, pelo menos sob holofotes na campanha eleitoral. No Twitter, postou uma vez que era “a favor da vida” e defendia “o direito de nascer”...
 
Pergunta 
Não, não é a pergunta sobre os R$ 89 mil de Queiroz para Michele Bolsonaro, hoje a primeira-dama do Brasil. A outra pergunta: o que fazia o deputado federal Osmar Terra (MDB-RS) no evento Brasil vencendo a Covid (hein?!), no Palácio, no palco com o presidente? Terra, que é médico, entrou na onda de Bolsonaro e chegou a cravar que a Covid causaria poucas mortes no Brasil.
 
Nem tudo ok
Apesar de liderar com ampla folga pesquisas de intenção de votos em BH, o prefeito Kalil está no alvo da oposição e vê aliados cercados. Operação da Polícia Civil na capital cercou o vereador Léo Burguês, líder do governo na Casa.
 
Tabelinha 2
Um esclarecimento sobre a nota de ontem. O modelo de negócios do BRB com o Flamengo é uma parceria comercial e estratégica. Não envolve patrocínio.

 

Publicidade
Publicidade
Comentários