Mil dias, 32 ‘motociatas’

Coluna Esplanada / 02/09/2021 - 00h51

Um balanço para chamar de seu, eventual factoide – a contar pelo momento, mas praxe de muitos governantes –, os mil dias de gestão entraram no gabinete presidencial como novo plano de Jair Bolsonaro para mostrar o que fez até agora. E, evidentemente, tentar desviar o foco dos holofotes sobre a CPI da Pandemia, que está a cada dia mais perto do terceiro andar do Palácio do Planalto, com a convocação da advogada pessoal Karina Kufa. Bolsonaro vai lançar na segunda quinzena de setembro a campanha dos seus 1.000 Dias de Governo. E de carona, um roteiro nacional com 32 motociatas por cidades de vários estados até o fim do ano.

Cara na tela
Está nos planos do presidente, também, um pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV sobre o s feitos da gestão nestes mil dias.
 
Salgou
Membros da CPI da Pandemia já têm informações de quem pagou o churrasco-jantar na casa da advogada do presidente Bolsonaro, Karina Kufa.
 
Pista livre
Uma limpa. Esse é o termo usado pelo diretor-presidente da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Rafael Vitale, para justificar algumas realocações e demissões na Agência. Critica em especial sistemas que não funcionam internamente.
 
STF blindado
O programa de combate à desinformação lançado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) é bem-vindo, como instrumento para proteção da Corte contra ódio ideológico e fake news. O STF é o representante-mor do Judiciário brasileiro.
 
Mas...
... causa estranheza a inclusão de capacitação de jornalistas e influenciadores digitais, conforme publicado no Diário Oficial da União, chamada de “Alfabetização midiática”. Conota doutrinação da visão dos ministros do Supremo sobre determinados assuntos com os quais não querem lidar. A conferir.
 
Trilhos bicentenários
O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, foi o paizão para os empresários interessados nos modais ferroviários do Brasil. Na recente Medida Provisória enviada ao Congresso Nacional sobre o plano de concessões, prevê outorga de 99 anos, prorrogáveis por mais 99. Quem bancar tem negócio para quatro gerações da família.
Bala no coldre
A União dos Policiais do Brasil botou os pés no Congresso. Enviou carta aos deputados alertando para eventuais perdas de direitos adquiridos por servidores da segurança pública na reforma administrativa, a PEC 32/20.
 
QG de olho
Enquanto a Justiça destrava o processo de legalização do Acampamento do MST Carlos Marighella, em Congonhinhas (PR), o chamado Emiliano Zapata, em Ponta Grossa, no mesmo Estado do Paraná, segue dentro das terras da Embrapa e trava a instalação da Escola de Sargento das Armas na propriedade. O governador Ratinho Junior ainda não conseguiu o acordo para a retirada do assentamento pacificamente.
 
Vozes do governo
O relator do Projeto de Lei 2541/21, deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), terá um dia decisivo para defender a prorrogação da desoneração da folha de pagamentos até 2026. Vai conversar com a ministra da Secretaria-Geral de Governo, Flávia Arruda, e com o ministro da Economia, Paulo Guedes.
 
Tensão
Juntos, os 17 setores beneficiados com a medida empregam mais de 8 milhões de trabalhadores. Alegam que, com o fim do benefício, teriam que demitir em massa e cortar investimentos já previstos.
 
Esplanadeira
# Estudo Flexibility @ Work, da Randstad, aponta que de 5% a 25% dos trabalhadores dos países desenvolvidos têm contrato com prazo determinado.
# MovilePay apoia retomada econômica dos restaurantes com Fundo de Investimento em Direitos Creditórios.
# Arbit e Teradata firmam parceria para projeto de data analytics.

Publicidade
Publicidade
Comentários