Fundo$ partidários

Coluna Esplanada / 01/06/2021 - 00h06

O presidente Jair Bolsonaro e os líderes dos partidos do Centrão, sua maior base governista no Congresso, estão nervosos com a ingerência – ainda – do PT e parte do MDB nos conselhos dos principais fundos de Previdência do país em que o governo tem assentos. Fato é que, desde que Lula da Silva tomou posse, o PT investiu pesado na formação de nomes ligados a sindicatos nos conselhos deliberativos da Previ, Funcef, Petros, Postalis e alinhados com o partido, para manutenção da hegemonia do grupo político na decisão de investimentos bilionários. A despeito da rigidez do compliance nas gestões e das tentativas de blindagens contra ingerências políticas.

Mas...
...Tão cobiçados pelo presidente e pelo Centrão, estes cargos têm mandatos e processos de escolha que amarraram os adversários da esquerda às poltronas.
 
Caixa livre
Apenas Previ (BB), Funcef (Caixa) e Petros (Petrobras) controlam, juntos, mais de R$ 500 bilhões em ativos para administrar em aplicações e investir.
 
Cadê ele?
Solto da Lava Jato por liminar do ministro Dias Toffoli, do STF, José Dirceu está na muda, mas ativo, muito ativo, nas rodas de conversas do eixo Brasília-São Paulo.
 
Projeto Bia 
Acredite, leitor. Há uma articulação de parte da tropa bolsonarista – ela vai jurar que não quer – para fazer da advogada e deputada Bia Kicis (PSL-DF), hoje presidente da Comissão de Constituição e Justiça, a futura ministra do Superior Tribunal de Justiça.
 
Cenário
Pela lei, o presidente Jair Bolsonaro pode indicar um nome proveniente de lista elaborada pela OAB – de onde pode surgir a articulação de Bia Kicis. Os outros dois terços são nomes escolhidos egressos de listas indicadas por tribunas de Justiça dos estados e tribunais regionais federais.
 
Novo guarda-roupa
Sensação na eleição municipal paulistana, um quase bolsonarista, o vereador Fernando Holiday, ex-militante do MBL, abandonou a camisa e vai vestir a do partido Novo.
 
No divã
A psicóloga Marisa Lobo, presidente do Avante do Paraná, articula sua filiação ao PTB. Ela é conhecida pelas polêmicas com o movimento LGBT e a “cura gay”.
Herdeiro
O vereador Aleluia, de Salvador, filho do ex-cacique do DEM em Brasília José Carlos Aleluia, acaba de trocar o DEM, adversário do governo federal, pelo bolsonarista PTB.
 
Ey, Ey, Ey... Salles
O eterno presidenciável Ey, Ey, Eymael, do Democracia Cristã, voltou a aparecer no cenário. Já avalizou a candidatura do professor Lucas Salles ao governo do DF.
 
Mais Cabral
Mais sobre a situação delicada em que se meteu o ex-governador Sérgio Cabral com a delação na PF derrubada pelo STF: Ele é o único preso da Lava Jato hoje – está na preventiva há mais de 5 anos – não sabe mais o que contar, nem a quem. Tem duas condenações em 2ª instância e uma em 1ª instância.
 
Pé na estrada
O empresário Camilo Cola, 97 anos, que faleceu no sábado, foi um pioneiro à frente do seu tempo. Ex-combatente na Segunda Guerra (estava no front da tomada de Monte Castelo), criou um império sobre rodas e a maior viação de ônibus do Brasil, a Itapemirim – hoje nas mãos de outro controlador. Eleito deputado federal, sonhava ser senador. Chegou a adaptar um ônibus para rodar em campanha o Espírito Santo, seu estado natal. Mas não conseguiu se eleger.
 
ESPLANADEIRA
# Levantamento da OLX revela que no mês das noivas (maio) vestido usado pode ser até 28% mais barato. 
# Plataforma Não Me Perturbe completa 8,12 milhões de números de telefone cadastrados para não receber chamadas de telemarketing, empresas de telecom e bancos. 
# Simone Lanza realizará avant première do lançamento das novas marcas das três companhias, dia 1º de junho. 
# Iniciativa 1 Mio Oportunidades conta com 2026 vagas para jovens ingressarem no mercado de trabalho.

 

Publicidade
Publicidade
Comentários