Por muito tempo foi utilizada uma máxima no mundo dos negócios de que para iniciar um empreendimento ou projeto seria necessário um planejamento detalhado e cauteloso. Seguindo esta lógica, seria imprescindível, primeiramente, ter uma grande ideia, fazer uma pesquisa detalhada do mercado, prever o comportamento do cliente, buscar investimento e, só então, abrir o negócio. 

Foi a partir dessa premissa que uma professora da Darden School of Business, na University of Virginia, Saras Sarasvathy, elaborou uma pesquisa com o objetivo de estudar como empreendedores de sucesso lidavam com os desafios e o que faziam para alcançar suas metas. 

Ela descobriu que aqueles empreendedores tinham uma característica marcante em comum: capacidade de aproveitar suas habilidades e experiências e utilizar bem seus recursos e sua rede de relacionamento. Este método foi denominado Effectuation pela professora Saras.

Veja quais são os cinco princípios do Effectuation:

1 – Pássaro na mão (Comece com o que você tem): buscar o momento ideal para começar é uma ilusão. Muitas pessoas desistem por achar que não estão preparadas o suficiente ou que o cenário não é favorável. A dica é começar listando quem é você, o que sabe fazer e quem você conhece.

2 – Perda acessível (Defina perdas aceitáveis): para começar qualquer projeto é preciso conhecer o seu limite e fazer escolhas. Do que você está disposto a abrir mão para iniciar? Enumere todas as possíveis perdas.

3 – Limonada (Explore as possibilidades): “se a vida te der limões, faça uma limonada”. Durante a jornada como empreendedor ou assumindo um novo desafio, você poderá se deparar com uma série de surpresas. Liste as inúmeras possibilidades e saiba como lidar com elas. Tenha sempre uma “carta na manga” caso algo não saia como o esperado.

4 – Manta de retalhos (Cresça por meio de parcerias): ninguém faz nada sozinho. Quem você conhece e como essa pessoa pode te ajudar? Ter um parceiro em uma nova empreitada pode te dar um empurrãozinho para começar.

5 – Piloto de avião (O futuro é imprevisível): ficar imaginando o futuro traz perda de tempo e energia, além de poucos resultados. Portanto, o que você pode fazer agora e quais são suas metas de curto e médio prazos? Toda jornada começa com um passo. Onde você quer chegar depende de como você vai começar.

*Analista do Sebrae Minas