MOC em alerta para alta de casos de Covid

Casos confirmados em 24 horas é quase dez vezes maior que há 15 dias

Janaína Fonseca*
Editora
03/06/2022 às 00:23.
Atualizado em 03/06/2022 às 10:25
Vitória, de 15 anos, foi ao posto do Major Prates no primeiro dia para tomar reforço (larissa durães)

Vitória, de 15 anos, foi ao posto do Major Prates no primeiro dia para tomar reforço (larissa durães)

Um mês após o fim total da obrigatoriedade do uso da máscara, Montes Claros está em estado de alerta para o aumento de casos de Covid-19. Em apenas 15 dias, o número de confirmações diárias é quase dez vezes maior – saltou de 5 para 48, segundo a secretária Municipal de Saúde, Dulce Pimenta.

“Estamos em alerta e acompanhando os dados”, afirma a secretária, ressaltando que a disparada de casos ainda não refletiu no aumento de internações hospitalares. No entanto, se isso ocorrer, o município poderá adotar novas medidas restritivas, como o uso de máscaras.

Algumas cidades mineiras, como Nova Lima e Betim, na Grande BH, voltaram a exigir o uso da máscara em escolas. Em São Paulo, o comitê que acompanha a pandemia sugeriu o retorno do equipamento em locais fechados.

De acordo com a secretária, os casos recentes se concentram na faixa de 20 a 50 anos, com a grande maioria já imunizada, o que tem evitado que os casos sejam mais graves.

Para Dulce, o momento é de atenção e de melhorar os índices de vacinação. “A procura pela dose de reforço está baixa. Quem tomou a primeira dose há um ano já está com a imunidade comprometida e seria importante não abrir mão do reforço”, orienta a gestora da Saúde.
 
MINAS 
O quadro também é preocupante no Estado. A média de confirmações em 24 horas de casos de Covid já é seis vezes maior do que antes da flexibilização. 

O crescimento preocupa, mas era esperado na avaliação das autoridades devido à sazonalidade – baixas temperaturas têm sido registradas nas últimas semanas.

Na quarta-feira, pelo terceiro dia seguido, o território mineiro teve mais de 5 mil doentes em apenas 24 horas. Foram 6.809 notificações, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). Na segunda-feira foram 7.460 infectados e, na terça, 5.081.


Terceira dose para 12 a 17
Para reforçar a imunização, Montes Claros iniciou nesta quinta-feira (2) a aplicação da terceira dose em adolescentes de 12 a 17 anos. Os jovens podem receber as doses da Pfizer ou da CoronaVac. No entanto, a cidade só tem estoque do imunizante chinês.

“A Pfizer está em falta em todo o Estado. O carregamento que irá chegar será destinado à aplicação da segunda dose”, explica Dulce Pimenta. A secretária ressalta para que o público não fique escolhendo marca de vacina. O importante é ter a proteção no braço.

De acordo com  a coordenadora da Vigilância Epidemiológica e de Imunização de Montes Claros, Aline Lara Cavalcante Oliva, poderá receber o reforço contra o coronavírus quem tiver completado quatro meses de aplicação da segunda dose.

O imunizante está disponível em todas as salas de vacinação. “É importante que os adolescentes procurem os locais mais próximo à casa deles”, frisa. A enfermeira da sala de vacina do Ibituruna Shopping, Maria Tereza Alves Batista, diz com entusiasmo que acredita na adesão dos adolescentes à dose de reforço.

“Antes dessa liberação, os adolescentes já estavam vindo, preocupados, procurando saber quando ia ser liberado e se ia ser liberado. Acredito que vai ser um sucesso”.

Maria Eduarda Rodrigues Guimarães, de 17 anos, diz que não via a hora de receber a terceira dose. “Não me importa qual será a vacina que vão me dar, o que importa é me imunizar. É muito importante estarmos vacinados para retornar a viver sem medo”, afirma.

Vitória Luísa Pires, de 15 anos, diz também que estará na fila. “É superimportante os jovens estarem procurando os postos de saúde para se vacinar, porque protege a si e aos mais velhos”. 

Quem também ficou entusiasmada com a chegada da terceira dose para os filhos é Graciele Dantas Andrade. Ela conta que vai verificar a data em que Victor, de 14 anos, e Ive, de 12, tomaram a segunda dose para se certificar que já podem receber o reforço. “Se vai ser CoronaVac ou a mesma que eles tomaram, não importa, o importante é completar o ciclo de imunização dos meus filhos”, enfatiza.

*Com informações do HD e Larissa Durães 


 

Compartilhar
Logotipo O NorteLogotipo O Norte
E-MAIL:jornalismo@onorte.net
ENDEREÇO:Rua Justino CâmaraCentro - Montes Claros - MGCEP: 39400-010
O Norte© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por