No meio de uma pandemia que parou a cidade de Montes Claros, a solidariedade da ONG Doadoria falou mais alto e os trabalhos voluntários continuam. O grupo foi além de servir a sopa para as pessoas em situação de rua. Devido ao coronavírus, a Kombi que faz o transporte dos voluntários foi adaptada com porta-álcool em gel e informativos sobre a doença que já matou duas pessoa em Minas. 

O projeto da sopa solidária, desenvolvido pela ONG Doadoria, é realizado desde 2014, oferecendo o alimento todos os domingos para as pessoas em situação de rua. Para continuar com o trabalho durante a pandemia, os voluntários estão usando as medidas de proteção recomendadas pelo Ministério da Saúde, como luvas, máscaras e álcool em gel, que também é oferecido para os moradores. 

De acordo com o voluntário Wiliam Borges, a ONG, além de servir a sopa acompanhada com pão, fornece orientações sobre a pandemia e como evitar o contágio. 

“Muitos deles não sabem o que está acontecendo, o porquê das pessoas usarem máscaras nas ruas. Estamos explicando sobre o coronavírus e como eles podem se prevenir”, explica Wiliam, que é diretor do Colégio Indyu.
 
NUTRIENTES 
Todos os domingos são feitas em média cem marmitas com sopa e pão. Wiliam pontua que a sopa é rica em legumes e verduras, com muita cebola e alho – ingredientes fundamentais para prevenir doenças, assim como a gripe. Em períodos de muito calor também é servido um suco feito de frutas naturais. Antes da pandemia, os itens eram doados por sacolões da cidade, mas, agora, os voluntários estão tendo que arcar com os gastos. 

“A distribuição acontece a partir das 16h, em pontos estratégicos da cidade onde há mais pessoas em vulnerabilidade social, como praça da Matriz, Rodoviária, Mercado, hospitais e avenida Sanitária”, explica Wiliam Borges. 

Quem quiser contribuir com o projeto deve ligar para (38) 98405-7523 ou acessar o site doadoria.com.