A fim de cortar gastos para os cofres públicos, a Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese) encerrou as atividades do Sistema Nacional de Emprego (Sine) em Montes Claros, responsável por ofertar oportunidades de trabalho. Desde janeiro último, o serviço oferecido pelo Sine é de responsabilidade da Unidade de Atendimento Integrado (UAI).

Com o fechamento do Sine, candidatos a uma vaga de trabalho devem procurar pessoalmente a sede da UAI, no Montes Claros Shopping.

Semanalmente, o Sine atualizava o sistema com as vagas de emprego disponíveis – eram ao menos 20 vagas por semana. A divulgação também era feita em sites e jornais da cidade, assim como em O NORTE.

O Sine funcionava na rua Irmã Beata, no Centro, com quatro funcionários terceirizados que faziam a captação, administração das vagas e convocação dos interessados.

“Eu ia até as empresas captar as vagas que eram lançadas no sistema e depois os ‘administradores de vagas’ buscavam os candidatos que tinham o perfil para o emprego”, diz a ex-coordenadora do Sine, Isa Dias.
 
SEGURO DESEMPREGO
Em nota, a Sedese informa que o Sine foi incorporado aos serviços prestados pela UAI, assim como assuntos relacionados ao seguro desemprego e à emissão de Carteira de Trabalho.

A nota ainda afirma que o serviço do Sine sobrepunha os já executados pela UAI e representava um gasto aos cofres públicos.