Com a chegada do frio, um grupo de voluntários adventistas fez, nesta semana, a diferença na vida de cerca de 40 pessoas que vivem em situação de rua em Montes Claros. Eles visitaram vários pontos de “morada” na cidade e doaram agasalhos, sopa quentinha, abraços, orações e uma palavra amiga.

“Eles nos receberam de forma muito educada. Foram atenciosos e nos deram as mãos nos momentos de oração”, contou Cristiane Alves Cardoso Braga, responsável por coordenar a ação.

Ela revelou que o grupo se uniu com o único propósito de ajudar o próximo nas suas diferentes necessidades.

“Tomamos essa decisão ao observar que estamos em uma época de muito frio e todos sabemos que esse grupo de pessoas é o que mais sofre com as baixas temperaturas”, frisou Cristiane.

Segundo medição da estação meteorológica localizada no campus da UFMG, o frio que chegou ao Norte de Minas está dentro da normalidade para esta época do ano. Célio de Castro, observador meteorológico da estação, informou que a mais baixa temperatura do ano em Montes Claros, 10, 7 graus, foi registrada na última quarta-feira. A expectativa, segundo ele, é que as temperaturas continuem oscilando até o princípio de agosto.