Sem drenagem e pavimentação, outra rua do bairro Vila Real foi castigada pela chuva de domingo, aumentando os problemas enfrentados pelos moradores. Apesar de ser uma das principais vias de acesso ao bairro, a rua México há muito tempo é motivo de dor de cabeça para a comunidade.

Após o temporal, a rua ficou completamente intransitável. Dona Adelcina Maria dos Santos Peres, de 65 anos, 16 dos quais residindo no bairro, mostrou à reportagem de O NORTE a dimensão do problema.

Os buracos provocados pela falta de drenagem não afetam apenas o entorno da casa dela. “A pior rua que tem no bairro é essa aqui”, desabafa. Percorrendo vários trechos da rua, ela aponta para verdadeiras crateras e garante que já foram várias as reclamações levadas à prefeitura. “Já fizemos fotos e nada. Perdi as esperanças”, lamenta.

A situação é precária em toda a extensão da rua México. “Disseram que iriam fazer 300 metros de asfalto lá pra cima e, até agora, nada. Mas antes de fazerem a pavimentação são necessários serviços de drenagem. Lá no meio, por exemplo (aponta), está tudo destruído. Se alguém passar mal aqui, não tem como um carro grande trafegar para socorrer”, explica.

Maria de Jesus, que mora na rua Suíça, enfrenta o “terreno” difícil constantemente para conduzir o carrinho de mão até construção na rua México. “Nos abandonaram”, lamenta.
 
SEM RESPOSTA
Sobre os problemas da rua México, a assessoria de comunicação da Prefeitura de Montes Claros não respondeu aos questionamentos de O NORTE até o fechamento desta edição.

Já sobre a situação do asfalto danificado na rua Grenfeld, o secretário de Infraestrutura e Planejamento Urbano de Montes Claros, engenheiro Guilherme Guimarães, disse que os serviços “serão recompostos assim que o tempo permitir, sem prejuízo para a prefeitura, como está nos termos de garantia”.

“Acredito que, por ter sido feito um asfalto a frio e os passeios sem revestimento, a água entrou por debaixo da pista e causou os estragos”, explicou Guimarães. Ele ressaltou que o fato ocorreu porque a rua tem drenagem superficial. “Quem fez o loteamento não pensou em drenagem subterrânea”.

Leia mais:
Cenário desolador