Os montes-clarenses já contam com mais um voo que liga a cidade a Belo Horizonte desde o início deste mês. São agora cinco voos diários operados pela Azul fazendo a conexão da cidade com a capital mineira. O incremento foi possível graças à reforma feita na pista do Aeroporto Mário Ribeiro, entregue neste ano. E a expectativa agora é para que os passageiros tenham mais conforto com a ampliação do terminal de passageiros – que irá dobrar de capacidade.

O projeto executivo está em fase final de elaboração. O terminal terá a área ampliada em 153%, passando dos atuais 733 metros para 1.857 metros. Com a expansão, o Mário Ribeiro poderá receber 1,5 milhão de passageiros por ano – atualmente são 800 mil.

Segundo o superintendente do aeroporto, Michael Noleto Crestani, em breve será lançado o edital de licitação para escolha da empresa que irá realizar as obras. 

“O planejamento está em fase licitatória. A previsão é de 45 dias, caso não tenha recurso do segundo colocado contra o vencedor. Ainda vai para a parte jurídica e, após isso, será publicado”, explica Michael.
 
MELHORIAS 
O projeto prevê a expansão em 458% da sala de embarque. Novos espaços serão criados, assentos instalados e sanitários ampliados. Na área de desembarque, a ampliação será de 66%.

Também serão feitos mais investimentos nas áreas de circulação, bem como reformulação do espaço do terminal para serem instalados balcões para as companhias aéreas.

O espaço destinado ao check-in dos viajantes terá aumento de 90%, com aquisição de dois novos balcões, totens de autoatendimento das companhias, um conjunto de balança e esteira por balcão.

O saguão ficará maior, com mais espaços distintos e adequados para os passageiros transitarem, formarem filas e porta exclusiva para o desembarque.
 
PRAZO
O prazo inicial para entrega das intervenções, conforme anunciado no início deste ano, é fevereiro de 2020, mas tudo vai depender do andamento do processo licitatório.

Michael ressalta que o intuito é que os clientes não sejam impactados pelas intervenções obras, que devem começar ainda neste ano. “Os passageiros não sofrerão com as obras. Será criado um novo espaço para melhor adequação, para onde serão remanejados. A ideia é trazer o menor impacto para eles”, afirma. 

O Mário Ribeiro opera das 5h à 1h e disponibiliza seis voos diários, que ligam o Norte de Minas a Confins e Guarulhos (SP).
*Estagiário sob supervisão do editor