Com números da Covid-19 cada vez mais em queda, a Prefeitura de Montes Claros publicou decreto flexibilizando ainda mais as atividades no município. O documento nº 4.298, publicado no último final de semana, amplia o horário de funcionamento dos bares, restaurantes e casas de festa. Além disso, retoma as aulas presenciais para todos os alunos da rede municipal a partir da próxima segunda-feira (18).

São cerca de 30 mil estudantes das 110 escolas municipais que deverão retornar às salas de aula. A secretária Municipal de Educação, Rejane Veloso, não se manifestou a respeito do assunto, o que deve ocorrer até o final desta semana.

O Estado também fez mudanças no protocolo sanitário das escolas da rede estadual, que poderão ocupar 100% da capacidade das salas de aula, desde que respeitado o distanciamento de 0,9m entre os alunos (leia mais na página 4).

Para a professora e vereadora Iara Pimentel (PT), o retorno de todos os alunos à rede municipal não é prudente. 

“Isso vai acontecer sem a imunização de todos os alunos. Se a escola não estiver preparada para recebê-los, mais uma vez a gente põe em risco a vida dos profissionais. A gente tem que pensar que a pandemia não acabou”, alerta a parlamentar.
 
MAIS TEMPO PARA BARES 
Bares, restaurantes e casas de festas poderão funcionar até meia-noite todos os dias. As mesas, antes limitadas a quatro pessoas, podem agora ter até seis ocupantes.

“Realmente era uma reivindicação que já vínhamos fazendo há meses, mas devido ao surgimento da variante Delta tivemos que aguardar. Ajuda muito o fato de colocar até seis pessoas numa mesa, porque o movimento caiu bruscamente com essa restrição. Mas com os dados atuais, número de internações zerada em alguns hospitais, acreditamos que é possível uma flexibiliza-ção maior”, diz Diego de Macedo, proprietário de restaurante.

Ele acrescenta que em Brasília, onde está nesta segunda-feira, não há mais restrições de número de pessoas e horários. “Apenas as medidas de higiene, como álcool em gel e medição de temperatura continuam em vigor”, conta.
 
MAIS MUDANÇAS
O documento libera ainda a realização de cultos e demais eventos religiosos com presença de até 40% dos lugares existentes, de acordo com critérios definidos pelo Corpo de Bombeiros, limitando ao máximo de 250 pessoas e distanciamento de 1,5m entre elas. 

Nos esportes, está liberada a presença de público em eventos esportivos de alto rendimento, desde que mantido um percentual de ocupação de até 25% dos lugares existentes, apresentação do cartão de vacinação contra a Covid-19 e utilização de assentos alternados.

Contaminação em escola
A decisão do município de liberar a volta de todos os alunos às escolas municipais acontece no momento em que o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação do Estado (Sind-UTE/MG) traz à tona denúncia de contaminação de professores em algumas escolas estaduais, o que teria levado o governo a suspender temporariamente as aulas nestes estabelecimentos. Uma das escolas citadas em Montes Claros é a professor Alcides Carvalho (Polivalente). Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG) informou que “seguindo o protocolo de retomada das atividades presenciais da rede estadual de ensino, o atendimento na Escola Estadual Professor Alcides de Carvalho, em Montes Claros, foi suspenso preventivamente na última terça-feira (5/10). A medida foi tomada após o monitoramento de dois casos confirmados de Covid-19 em professores da unidade. Os dois profissionais já foram imunizados com as duas doses da vacina contra a Covid-19. As atividades presenciais na unidade escolar estão previstas para retornar no dia 19 de outubro e os alunos seguem desenvolvendo as atividades de forma remota. Vale lembrar que durante esta semana (11 a 15/10) toda a rede estadual 
está em recesso escolar”.