Uma quadrilha especializada no roubo de caminhões foi alvo de investigações e prisões pela Polícia Civil de Montes Claros. A “Operação Desmanche” conseguiu chegar a três receptadores que foram detidos – dois deles em ação na última terça-feira. 

A investigação teve início em 2018, quando foram apreendidos caminhões furtados com dois integrantes do bando. O ponto-chave da apuração foi a prisão em flagrante, há cerca de dez dias, de um dos envolvidos com a quadrilha. Ele dirigia um caminhão furtado que vinha de Sete Lagos para Montes Claros e foi interceptado na BR-365. O suspeito, de forma colaborativa, descreveu para a polícia como era feito todo o esquema.

Após conclusão das investigações, foram expedidos mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão nos locais onde os alvos guardavam os caminhões roubados. Os veículos eram desmanchados ou adulterados em Montes Claros para serem comercializados.

A quadrilha vendia tanto o veículo modificado, chamado de “dublê”, como peças que têm valor alto. Foram cumpridos dois mandados de prisão preventiva contra A.A.S, de 31 anos, e M.B.F, de 38. 

De acordo com a delegada Thalita Almeida Caldeira Leal, a prisão foi feita em flagrante e foram encontradas armas de fogo, munição, veículos e ainda três caminhões com sinais identificadores adulterados e chassis implantados, além de um caminhão sem identificação. 

“Eles já são bastante conhecidos pela polícia em Montes Claros por atuarem nessa modalidade criminosa de receptação de caminhões roubados em outras cidades do Brasil. Os alvos eram selecionados e encomendados pelo receptador em Montes Claros. Depois de roubado, era escoltado por outro carro pequeno que sempre vinha à frente, monitorando a estrada”, explica a delegada. 
 
ALTO PADRÃO
“Um dos locais onde foram cumpridos mandados de busca e apreensão é um sítio do principal alvo, M.B.F, na zona rural de Montes Claros. O local tem alto padrão, com quadra de futebol de areia, vôlei de praia, três piscinas, sauna, com uma casa muito boa e uma área de lazer de alto nível. A quadrilha é bem articulada por todo o Estado”, afirma. 

De acordo com a delegada, há informações de diversos caminhões furtados e levados para Montes Claros nos últimos meses. Um dos caminhões já identificado foi furtado em Patos de Minas em novembro de 2020.

De dezembro até agora, tudo indica que o bando tenha furtado, receptado e desmanchado pelo menos seis caminhões vindos de diversas cidades mineiras. Os presos são investigados em vários inquéritos policiais que tramitam em diferentes delegacias de Montes Claros. Eles foram encaminhados ao Presídio Regional e estão à disposição da Justiça.