Luís Alberto Caldeira


Repórter


luis@onorte.net



Do Norte de Minas para o mundo... A partir de hoje, o leitor de O Norte ganha mais um espaço para se informar sobre os principais fatos que marcam a região. É a versão online do jornal, que pode ser acessada a partir do endereço www.onorte.net



– Não é um outro jornal, mas uma extensão do impresso, com uma linguagem moderna e atual. É um avanço - salienta o jornalista Reginauro Silva, diretor de redação e editor de O Norte.



– Com a globalização e o mundo sem fronteiras que se amplia cada vez mais, a tendência é de que os veículos de comunicação se adaptem a essa realidade. Isso já vem acontecendo nas grandes cidades, e agora também no interior. Montes Claros, como pólo da região norte mineira, Vales do Jequitinhonha e do Mucuri, tem a obrigação de sair à frente. É o que nós e outros veículos da cidade estão fazendo - completa.



VELOCIDADE DA TECNOLOGIA



O editor-adjunto do jornal impresso, Eduardo Brasil, concorda que é preciso acompanhar a velocidade da tecnologia, e afirma que a versão na internet irá proporcionar maior agilidade ao trabalho já desenvolvido.



– Vamos poder levar para todo o planeta o que acontece numa determinada região de um país, neste caso o Norte de Minas, e até chegar a lugares inimagináveis - diz.



O jornalista lembra que essa evolução vem ainda somar "contra aquilo que muitos pregam que o jornal impresso já é uma causa perdida para a informática", referindo-se que a internet substituiria o impresso.



– O jornal impresso, apesar de ir para a informática, nunca vai acabar. As duas questões se comungam - acredita.



MANUTENÇÃO DO CHARME



Para Adriana Queiroz, que assina a coluna Gente & Idéias em O Norte, o hábito de ir a uma banca manusear o jornal impresso logo pela manhã é um "charme" que vai resistir, mas defende a versão online para aqueles que estão fora da área de circulação do jornal.



– Os amigos que residem fora de Montes Claros, e até fora do Brasil, vão ter agora a oportunidade de acompanhar as nossas matérias a partir da internet - ressalta.



Ainda sobre a questão da extinção do jornal impresso, o editor Reginauro Silva também lembra a discussão que se deu quando da invenção do rádio e da televisão.



– Quando surgiu a internet, a mesma questão foi levantada. Mas ninguém troca alguns momentos de navegação por uma boa leitura impressa. São veículos que se intercompletam, interagem e possibilitam que se tenham várias opções de visualização da leitura.



Para Reginauro, há ainda muitas dúvidas e preconceito a determinados setores, com relação a assimilar essa nova linguagem do jornalismo.



– É natural, para quem vem fazendo jornal impresso há 118 anos, como no caso de Montes Claros, acostumar-se com essa nova linguagem. O novo sempre assusta e, às vezes, causa indignação. Mas creio que em pouco tempo estaremos unidos neste mesmo campo de batalha, que é fornecer a informação, questionar, enfim, formar a opinião pública seja através de que meio for - observa.



NOVIDADES



Além de o leitor poder acessar as notícias da última edição de O Norte, será possível ainda pesquisar o arquivo das matérias e colunas já publicadas, um banco de dados que nasce a partir deste mês de julho. Também o suplemento Opinião compõe a pauta de opções do novo sítio, com a publicação de crônicas, artigos, contos e poesias também na rede.



Outra novidade é o espaço publicitário que se abre com o onorte.net, que estará a partir de hoje dando mais uma possibilidade de investimento a quem deseja divulgar sua marca junto a um veículo de credibilidade já consolidada.