Montes Claros confirma mais duas mortes por coronavírus. O município agora soma 11 óbitos pela Covid-19, sendo que uma delas é o bebê de sete meses que faleceu na última quinta-feira. Ele é a vítima mais jovem da doença em Minas Gerais.

Além da criança, um senhor de 85 anos perdeu a vida após contrair a Covid-19. Ele era hipertenso e estava hospitalizado desde o início do mês e veio a óbito na última sexta-feira. 

A cidade soma, até esta segunda-feira, 734 contaminados pelo coronavírus, número 52% acima das 481 confirmações existentes até 13 de julho. O número de mortes subiu de sete para 11 – alta de 57%.

O bebê morreu na madrugada de quinta-feira. Como O NORTE mostrou na edição de sexta-feira, ele chegou ao Hospital Universitário Clemente de Faria (HU) já sem sinais vitais, em consequência de uma parada cardiorrespiratória. 

O teste para a Covid-19 foi feito, pois a vítima estava com sintomas gripais. De acordo com a nota técnica enviada pelo HU, os pais da criança procuraram um posto de saúde na última segunda-feira e, de lá, foram encaminhados para o hospital. O HU informou que a criança apresentava síndrome gripal e vômitos leves e que, por não haver critérios para internação, o bebê foi liberado e a mãe orientada quanto à medicação e ao retorno ao hospital, caso o filho apresentasse piora. 

O resultado do exame confirmando a Covid-19 saiu no último sábado. Até então, a pessoa com menor idade a ter morrido em Minas pela doença era um bebê de 2 anos, que faleceu no dia 6, em Ipatinga, no Vale do Aço.

Os familiares das duas vítimas estão isolados, em quarentena e fizeram o teste para o coronavírus. Ninguém apresenta sintomas. 
 
SITUAÇÃO
A prefeitura confirmou mais 36 casos da doença em dois boletins divulgados no sábado e o número de testes positivos subiu para 734. Os pacientes são 17 mulheres com idades entre 4 e 90 anos e 19 homens com idades entre 14 e 45 anos.

A taxa de ocupação dos leitos clínicos está em 76% e, na UTI, 50%. Ao todo, 65 pacientes estavam internados no último sábado – 54 são moradores de Montes Claros.
 
PRIMEIRA MORTE
Também nesta semana, foi confirmada a primeira morte pelo novo coronavírus em Rio Pardo de Minas. Ao todo, são 201 situações notificadas e 29 casos confirmados no município de 30.578 habitantes.
 
PLATÔ 
Com mais de 2 mil mortos pela Covid-19 em Minas, o Estado informou nesta segunda-feira (20) que há uma tendência de estabilização das taxas de ocupação dos leitos de UTI e de registro de óbitos pela doença no território mineiro durante o platô.

O fato foi notado a partir dos dados epidemiológicos da última semana, para quando estava previsto o pico da pandemia. O platô, iniciado na semana passada, é a trajetória em que o número de casos se mantém elevado por um tempo determinado.

“Nós estamos vendo uma flutuação dentro do número de ocupação de leitos que não mostra mais uma tendência grande ao aumento da ocupação”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral. O número de mortes pela doença também segue essa propensão.

Nesta segunda, Minas tem 67,25% dos leitos de UTI ocupados. Apesar de representar um cenário melhor do que antes, a estabilidade nas taxas, porém, não significa que o número de casos esteja em queda. “É muito importante nós não termos tido um pico grande, mas realmente nós precisaremos acompanhar esse desenrolar da epidemia até que tenhamos uma noção clara de que começamos a ter a redução do número de casos no Estado”, afirmou. (Com Anderson Rocha, do Hoje em Dia)